SMetal

Imprensa

Tucano vaiado

Governador Goldman é vaiado durante evento em Sorocaba

Ele apelou para a popularidade do presidente Lula, mas as vais não cessaram

Sexta-feira, 20 de Agosto de 2010 - Atualizado em 27/12/2016 11:54
Imprensa Smetal

,
Durante os 9 minutos de discurso, Goldman não teve sossego com os manifestantes
O governador em exercício do Estado de São Paulo, Alberto Goldman (PSDB), foi hostilizado pelo público durante cerimônia de inauguração do campus da UFSCar (Universidade Federal de São Carlos), extensão de Sorocaba, na manhã desta sexta-feira (20).

Ao ser anunciado para usar a tribuna para discursar, um grupo de funcionários do Judiciário paulista, em greve há 115 dias, levantou cartazes e começaram as vaias, que foram engrossadas por outras pessoas que assistiam ao evento.

Goldman esperou silêncio por algum tempo, mas como ele não vinha, o governador começou a discursar em meio às reclamações de populares.

"Isso não me abala", dizia Goldman, que apelou para ajuda do presidente. "O Lula me conhece há 40 anos. Não é mesmo Lula"?

Em seu discurso, o governador apresentou os números das escolas técnicas no Estado e em Sorocaba. Ele disse que as unidades das Fatecs (faculdades de tecnologia) pularam de 20 mil em 2002 para 45 mil este ano e que chegará a 60 mil no final de 2011.

O governador disse, ainda, que o Estado de São Paulo gasta 10% do orçamento com o ensino técnico e superior.

No final do discurso, que durou 9 minutos, o governador voltou a se alterar e terminou a fala gesticulando muito e dizendo aos manifestantes: " nunca, isso nunca vai me intimidar".

Deixe seu Recado