SMetal

Imprensa

Folclore

Folia de Reis continua com sua andança pelas ruas de Sorocaba

Folia de Reis é uma manifestação folclórica de cunho católico e de origem portuguesa

Sexta-feira, 03 de Dezembro de 2010 - Atualizado em 27/12/2016 11:55
Imprensa SMetal

,
Grupo de foliões, formado por homens e mulheres, se aprensenta nas casas onde os moradores são devotos dos Santos Reis
A Companhia de Santos Reis da Vila Formosa, uma das poucas manifestações do gênero na região, continua com sua andança pelas ruas de Sorocaba.
O grupo começou a 20ª caminhada em 22 de outubro e a estenderá até o dia 8 de janeiro do ano que vem, quando acontece a Festa da Chegada, na Vila Formosa, zona norte de Sorocaba.

O grupo folclórico-religioso, formado por aproximadamente 15 foliões, entre homens e mulheres, fez a primeira apresentação deste ano no auditório do Sindicato dos Metalúrgicos, parceiro da Folia de Santos Reis há mais de quinze anos.

Origem e onde ocorre
A Folia de Reis, Terno de Reis ou Companhia de Santos Reis, como é denominada, é uma manifestação folclórica de cunho católico e de origem portuguesa. Ela chegou ao Brasil pelas mãos dos Jesuítas e ao longo dos séculos se espalhou por várias regiões do país.

Ela ocorre em quase todo o Nordeste, parte do Norte e do Centro-Oeste, em todo o Sudeste, com destaque para Minas Gerais, e no estado do Paraná, no Sul do País.

Significado
Segundo a fé cristã-católica, a Folia de Reis representa a andança que os três reis magos - Gaspar, Baltazar, Belchior - fizeram para visitar o Menino Jesus.

Avisados em sonhos do nascimento de Jesus no dia 25 de dezembro; os três reis partiram, cada qual do seu reinado, com destino a Belém, onde havia nascido o Messias.

Sempre guiados pela Estrela Guia, eles foram se encontrando no caminho e chegaram juntos à manjedoura no dia 6 de Janeiro; dia de Santos Reis.

Eles foram os primeiros a visitar o menino e isso significa, na fé cristã, que Jesus é o rei dos reis, pois foram os reis os primeiros a conhecê-lo e dar a notícia ao mundo.

Cantoria e improviso
Cada jornada de uma folia de reis representa, portanto, a caminhada que os três reis fizeram. Os grupos, formados geralmente por cerca de uma dezena de integrantes, saem em cantoria pelas redondezas.

Com caixas, pandeiros, violas, violões e ou outros instrumentos, eles saem batendo de porta em porta. Onde são recebidos, louvam o menino Jesus, agradecem o dono da casa e pedem uma oferenda. Tudo é feito em forma de cantoria e muitos versos são feitos de improviso.

Com as doações que recebem, os grupos promovem as festas de chegada no final de cada jornada.

Tradicional e adaptação
Originalmente, as folias de reis iniciam suas jornadas à meia noite do dia 24, quando nasce Jesus, e param no dia 6 de janeiro, quando os três reis chegam à manjedoura. Esse tempo de jornada de 12 dias ainda é respeitado nas zonas rurais, quando os foliões abandonam seus afazeres e partem no Natal e só voltam para casa no dia festa da chegada.

Mas como na cidade os foliões não podem abandonar seus empregos, a Folia de Reis da Vila Formosa, por exemplo, sai no fim de outubro, pois promove a andança somente nos fins-de-semana.

Em cada jornada, a Folia de Reis da Vila Formosa percorre mais de 30 bairros e vista mais de 500 casas. A grande maioria é devota de Santos Reis que recebe a Folia há anos.
História desta folia

A Folia de Santos Reis da Vila Formosa começou, na verdade, no estado do Paraná. Foi lá que José Copi deu início à jornada da sua bandeira nos anos 60.

Recém chegado em Sorocaba, no final dos anos 80, Copi se encontrou com antigos reiseros vindos também do Paraná. Eles então resolveram desenrolar a bandeira que representava a folia de Copi, no Paraná, e recomeçaram a andança.

Desde então Sorocaba passou a contar com uma folia reis, já que, segundo pesquisas, o município não tinha registro desse tipo de manifestação até 1989.

Deixe seu Recado