SMetal

Imprensa

Campanha Salarial

FEM assina Convenção Coletiva com G3, G8.2, G8.3, Sifesp e Sindicel

A assinatura aconteceu nesta quarta-feira, dia 13, com a presença do presidente do SMetal, Leandro Soares; além do reajuste salarial igual ou superior à inflação, foram renovadas importantes cláusulas sociais

Quinta-feira, 14 de Outubro de 2021 - 11:51 - Atualizado em 14/10/2021 12:21
Imprensa SMetal

convenção, coletiva, smetal, sindicato, assinatura, fem, leandro,, Divulgação / FEM-CUT
Entre as cláusulas renovadas estão as que garantem estabilidade no emprego; auxílio-creche; licenças e adicional noturno maiores que previstos na CLTDivulgação / FEM-CUT
A Federação Estadual dos Metalúrgicos da CUT (FEM-CUT/SP), o Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal) e os grupos patronais do G3, G8.2, G8.3, Fundição (Sifesp) e Sindicel assinaram, na tarde desta quarta-feira, dia 13, as Convenções Coletivas de Trabalho (CCT). Em breve, os documentos serão disponibilizados no Portal SMetal (aqui).

As propostas foram aprovadas pela categoria em Assembleia Geral, realizada de forma eletrônica e presencial, em 1º de outubro. Além do reajuste salarial igual ou superior à inflação acumulada até a data-base, de 10,42%, foram renovadas importantes cláusulas sociais, que protegem e ampliam os direitos dos metalúrgicos.

Entre elas, as que garantem estabilidade no emprego na pré-aposentadoria ou por doença ocupacional e acidente de trabalho; auxílio-creche; licenças e adicional noturno maiores que os previstos na CLT. Outro importante direito é a obrigatoriedade da adesão ao seguro de vida e auxílio funeral caso a empresa não possua um auxílio igual ou superior ao negociado pela Federação, sem onerar o trabalhador.

Pensando na saúde dos metalúrgicos, neste ano, a FEM garantiu ainda a inclusão de uma nova cláusula social que incentiva a contratação de metalúrgicos imunizados contra a Covid-19. Todas as Convenções Coletivas assinadas até o momento trazem esse avanço.

Leandro Soares, presidente do SMetal, que participou da assinatura das Convenções Coletivas com as bancadas patronais, lembra que a Campanha Salarial ainda não acabou. “Com certeza saímos mais fortes das negociações deste ano e, graças à mobilização dos trabalhadores, conseguimos reverter a proposta inadmissível de parcelamento da inflação em quase todos os grupos patronais. Mas a Campanha Salarial só acaba quando 100% da categoria estiver contemplada com acordos, seguimos na luta”, enfatiza.

As Convenções Coletivas do Grupo 2, Estamparia (Siniem), Sindifupi e Sindratar devem ser assinadas nos próximos dias e também serão disponibilizadas no Portal SMetal. Relembre as propostas aprovadas nas bancadas patronais que já têm CCT assinada:

GRUPO 3: Sindpeças (autopeças), Sindiforja (forjaria) e Sinpa (parafusos, porcas e rebites)
• Reajuste de 10,50% a partir de 1/9
• CCT renovada até 2023
Empresas: Bosch, Edscha, Gestamp, GK 108, Junior Flex, Kanjiko, Metalac, Moto Peças, Schaeffler, Scherdel, ZF, entre outras.

GRUPO 8.2: SICETEL (trefilação e laminação de metais ferrosos) e SIESCOMET (esquadrias e construções metálicas)
• Reajuste de 10,42% a partir de 1/9
• CCT renovada por um ano 
Empresas: Gerdau, Fermax Serralheria, Iffa, entre outras.

GRUPO 8.3: Simefre (equip. ferroviários e rodoviários), Sinafer (ferros, metais e ferramentas) e Siamfesp (artef. de metais não ferrosos)
• Reajuste de 10,42% a partir  de 1/9
• CCT renovada por um ano
Empresas: Apex, Hurth Infer, Inovadoris, VMX, Okra, Wyda, YKK, entre outras.

SIFESP (FUNDIÇÃO)
• Reajuste de 10,42% a partir de 1/9
• Convenção Coletiva de Trabalho renovada por dois anos
Empresas: Vicfer, Aluzinco, Metalvic, entre outras.

SINDICEL: Condutores elétricos, trefilação e laminação de metais não ferrosos
• Reajuste de 10,50% a partir de 1/9
• CCT renovada até 2023
Empresas: Furukawa, Prysmian, entre outras.

Deixe seu Recado