SMetal

Imprensa

Solidariedade

Família faz campanha em busca de doador de medula óssea para filha

Após Isabella ser diagnosticada com leucemia, familiares criaram página no Facebook e distribuem panfletos em Sorocaba buscando um doador compatível

Sexta-feira, 23 de Setembro de 2016 - 14:46 - Atualizado em 27/12/2016 15:16
Imprensa SMetal

,
Interessados em se cadastrar como doador de medula óssea devem ir até o Hemonúcleo de Sorocaba, na Avenida Comendador Pereira Inácio, 564, Lageado
Diagnosticada com leucemia em janeiro deste ano, Isabella Marques, de três anos e meio, precisa de um doador para transplante de medula óssea. Desde então, seus familiares iniciaram uma campanha nas redes sociais chamada "Todos pela Isa" em busca de um doador compatível.

Além da página criada no Facebook, a família distribui panfletos no trânsito e também a pedestres. Isabella é filha única do casal de metalúrgicos Isis Brandão Marques, de 31 anos, e Aparecido Queiroz de Andrade, de 37 anos.

De acordo com Isis, em janeiro deste ano Isabella foi diagnosticada com a doença e, no dia 28 do mesmo mês, iniciou o tratamento no hospital Gpaci (Grupo de Pesquisa e Assistência ao Câncer Infantil).

"Foi um susto para nós, ficamos sem chão, pois em todos os exames de rotina que ela fazia nunca houve qualquer tipo de problema ou alteração nos resultados. Nem anemia ela tinha, então rapidamente já demos início no tratamento", explica.

Ela conta que os remédios utilizados no tratamento são fornecidos pelo Gpaci e que a maior dificuldade no momento é encontrar um doador de medula óssea compatível. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), a chance de encontrar um doador de medula óssea compatível é, em média, uma a cada 100 mil devido à diversidade da população brasileira.

Mas a mãe de Isa conta que, apesar de todas as dificuldades que a família tem enfrentado, a esperança ainda prevalece, pois a menina tem muita vontade de viver e não se deixa abater pela situação.

"Hoje a força que da nossa família tem não vem somente de Deus, vem da Isabella também porque, embora ela seja tão pequena, ela está sendo muito forte e guerreira nesse período", garante.

De acordo com Isis, a campanha nas redes sociais e nas ruas fez com que muitas pessoas se cadastrassem e fizessem o teste, mas nenhum foi compatível. "Quanto mais pessoas fizerem o teste, mais chances de cura a Isabella terá".

"Peço que as pessoas se conscientizem, deixem o medo de lado e façam o cadastro como doador de medula óssea. Uma simples atitude pode salvar muitas vidas, inclusive a da minha filha", ressalta.


Onde se cadastrar

Pessoas de Sorocaba e Região interessados em se cadastrar como doador de medula óssea precisam ir até o Hemonúcleo de Sorocaba, que fica na Avenida Comendador Pereira Inácio, 564, bairro Lageado. O cadastro é realizada de segunda a sábado, das 7h30 às 12h30.

O Transplante de Medula Óssea é a única esperança de cura para muitos portadores de leucemias e outras doenças do sangue.


Passo a passo para se tornar um doador

- Qualquer pessoa entre 18 e 55 anos com boa saúde poderá doar medula óssea. Esta é retirada do interior de ossos da bacia, por meio de punções, e se recompõe em apenas 15 dias.

- Os doadores preenchem um formulário com dados pessoais e é coletada uma amostra de sangue com 5ml para testes. Estes testes determinam as características genéticas que são necessárias para a compatibilidade entre o doador e o paciente.

- Os dados pessoais e os resultados dos testes são armazenados em um sistema informatizado que realiza o cruzamento com dados dos pacientes que estão necessitando de um transplante.

- Em caso de compatibilidade com um paciente, o doador é então chamado para exames complementares e para realizar a doação.

- Tudo seria muito simples e fácil, se não fosse o problema da compatibilidade entre as células do doador e do receptor. A chance de encontrar uma medula compatível é, em média, de uma em cem mil!

- Por isso, são organizados Registros de Doadores Voluntários de Medula Óssea, cuja função é cadastrar pessoas dispostas a doar. Quando um paciente necessita de transplante e não possui um doador na família, esse cadastro é consultado. Se for encontrado um doador compatível, ele será convidado a fazer a doação.

- Para o doador, a doação será apenas um incômodo passageiro. Para o doente, será a diferença entre a vida e a morte.

- É muito importante que sejam mantidos atualizados os dados cadastrais para facilitar e agilizar a chamada do doador no momento exato. (Informações do Instituto Nacional do Câncer - Inca)

Deixe seu Recado