SMetal

Imprensa

Ciclo UFSCar

Especialistas em saúde mental debatem "O retorno das grades" neste sábado

A aula pública ocorre no auditório do SMetal, com três especialistas que lutam contra os manicômios

Quinta-feira, 28 de Junho de 2018 - 12:21 - Atualizado em 28/06/2018 12:41
Imprensa SMetal

, Divulgação
A atividade é gratuita. Há certificado de participação para quem precisar.Divulgação
Neste sábado, 30, das 10h às 13h, a UFSCar Sorocaba dá continuidade ao Ciclo de Debates “O Golpe de 2016 e o futuro da Democracia no Brasil”, com a aula pública sobre os retrocessos nas políticas de saúde mental e álcool e drogas.

Os expositores serão os professores Marcos Garcia (UFSCar), Soraya Rosa (Uniso) e Marta Meirelles, pela Associação Pode Crer.

O governo golpista de Temer cortou programas sociais voltados para a política de álcool e drogas, assim como encerrou o processo de fechamento dos hospitais psiquiátricos.

Marcos Garcia lembra que um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) garante o fechamento de manicômios em Sorocaba e região. De 2012 para cá, foram fechados quatro hospitais e mais três faltam fechar (dois em Salto de Pirapora e um em Piedade).

“Mas e no resto do país? ainda mais com o financiamento recente de 20 mil leitos em comunidades terapêuticas por parte do governo federal?”, sinaliza Marcos.

Além da preocupação dessas comunidades não receberem a devida fiscalização e de ter denúncias de que muitas não respeitam os direitos humanos, Marcos também pontua que todas essas ações do governo golpista representam um retrocesso que está sendo chamado de remanicomialização do Brasil.

“Ao invés de tratar as pessoas de forma humanizada, com a atenção territorial, estão segregando”, alerta o professor.

A aula pública também debaterá a questão da política de redução de danos que foi afetada. “Há entidades como a Pode Crer, de Sorocaba, que está sofrendo com a falta de investimentos e perdendo convênios”, afirma.

A atividade ocorre das 10h às 13h, no auditório do quarto andar do SMetal, que fica na rua Julio Hanser, 140. É gratuita.

Deixe seu Recado