SMetal

Imprensa

Câmara Federal

Em meio à crise, Temer cria mais de 14 mil cargos federais

Medida contraria discurso de enxugamento do poder público e foi aprovada ontem (2) junto a reajustes concedidos aos servidores com impacto de mais de R$ 58 bilhões no Orçamento

Sexta-feira, 03 de Junho de 2016 - 10:54 - Atualizado em 27/12/2016 14:49
Rede Brasil Atual

,
Contradição: Temer promete cortes para equilibrar as contas públicas, mas aprova ampliação de gastos e cargos
Junto com os reajustes para 16 categorias de servidores públicos dos três poderes da República, aprovados ontem, dia 2, na Câmara dos Deputados, os parlamentares deram sinal verde para o governo interino de Michel Temer criar 14.419 novos cargos federais. A iniciativa vai na contramão do discurso que antecedeu e preparou o terreno para o golpe que afastou a presidenta Dilma Rousseff.

De acordo com reportagem da Folha de S. Paulo, a criação dos novos cargos foi inserida no projeto de lei que concedeu aumento aos servidores da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa).

Dos 14 mil cargos criados, a Folha especifica que 4.732 são de técnicos administrativos em educação. Outros 516 postos são para de analista (sem especificar a área) para o Comando do Exército. Se aprovada pelo Senado, os novos cargos deverão ser preenchidos por meio de concurso.

Sem considerar o custo para os cofres públicos dos novos cargos, o pacote de reajustes aprovado pela Câmara, visando a angariar apoio político ao governo interino trará impacto no Orçamento de ao menos R$ 58 bilhões até 2019.

Deixe seu Recado