SMetal

Imprensa

Opinião

Editorial: Uma estrutura ao seu dispor

Quarta-feira, 09 de Outubro de 2019 - 11:59 - Atualizado em 09/10/2019 12:11

sede, smetal, estrutura, sorocaba, metalúrgico, Foguinho/Imprensa SMetal
A sede do SMetal fica pertinho da Rodoviária de Sorocaba e do terminal São Paulo, de fácil acesso ao associadoFoguinho/Imprensa SMetal
A colônia de férias do SMetal está em fase final de revitalização, com pinturas e outras melhorias necessárias para atender da melhor forma os associados e dependentes. Já estará pronta para uso em novembro.

Mas como o tempo na Ilha Comprida está instável, acaba atrapalhando o cronograma das obras e por isso, ainda não dá para prever uma data para o agendamento.

Já no Clube de Campo, no Éden, a reabertura das piscinas contou com centenas de associados, dependentes e convidados que, além das piscinas, quiosques, sauna e cantina, contaram com música ao vivo.

Na sede do SMetal, que fica próxima da Rodoviária de Sorocaba, funcionam, diariamente, atendimento jurídico (cível, trabalhista, previdenciário), médico do trabalho, inscrições para cursos e plantão de dúvidas com assessor do sindicato sobre acordos e negociações do sindicato com as fábricas, como banco de horas, jornadas especiais, PPR, Campanha Salarial, etc.

Ampliação de direitos e reajustes são conquistas das lutas do sindicato. Por isso, a equipe de sindicalização do SMetal está nas fábricas, para que mais trabalhadores possam contribuir com o fortalecimento da categoria. O SMetal, como entidade representativa dos trabalhadores, atua também na busca de novos projetos e investimentos para as empresas. Foi com transparência e diálogo nas negociações que pudemos ir ao Japão buscar novos investimentos para Sorocaba.

A representação sindical é tão importante que até os patrões têm os sindicatos que os representam. E vemos nas mesas de negociação da Campanha Salarial como eles também lutam para ter mais benefícios. É uma queda de braço. Vence quem é mais forte.

Na atual conjuntura, com uma retirada drástica de direitos e um discurso governamental em prol do capital financeiro, quem precisamos fortalecer? As bancadas patronais, que muitas vezes, endossam práticas antissindicais das empresas ou a entidade que representa os direitos dos trabalhadores?

Quem tiver alguma dúvida sobre acordos e negociações informe-se no sindicato, siga as redes sociais, acompanhe as notícias, para fora dos muros das empresas. Há uma fabricação de consenso contra os sindicatos. E não é à toa. Nossa Convenção Coletiva estende licença-maternidade, concede estabilidade em caso de acidente de trabalho, estabelece valorização do piso salarial, entre outros benefícios.

Não são os direitos dignos de cada trabalhador que causa desemprego e sim, a falta de desenvolvimento no país. Endossar o discurso do patrão nas fábricas não assegura seu emprego, só atesta falta de consciência e comprometimento com a luta por direitos.

O governo compra a pauta dos empresários, mas quem luta pela pauta dos trabalhadores? Conheça o sindicato e esteja protegido da choradeira do patronal.

Deixe seu Recado