SMetal

Imprensa

Folha Metalúrgica

Editorial: SMetal no combate à fome

O editorial da edição 1003 da Folha Metalúrgica aborda os números da fome em Sorocaba, além de recordar a última campanha Natal Sem Fome que arrecadou mais de 40 toneladas de alimentos

Quarta-feira, 23 de Novembro de 2022 - 11:06 - Atualizado em 23/11/2022 12:23
Imprensa SMetal

, Foguinho/Imprensa SMetal
No ano passado, mais de 40 toneladas de alimentos foram arrecadadas e 2 mil cestas doadasFoguinho/Imprensa SMetal
Desde a vitória legítima de Lula, que garantiu mais votos nas urnas do que Bolsonaro, temos assistidos cenas vergonhosas por todo Brasil. Meia dúzia de golpistas espalhados por aí clamam pelo fim da democracia na maior cara de pau.

Tentam, a todo custo, dar um ar de legitimidade ao movimento antidemocrático dizendo que tais ações são pacíficas e que buscam o bem do país. A verdade é que, em muitos momentos, os golpistas escalaram para violência e prejudicaram toda a nação.

Nos seus acampamentos irregulares, desafiam as leis estabelecidas, como acontece em Sorocaba, no bairro Santa Rosália. O prefeito da cidade, Rodrigo Manga, faz vista grossa para os carros em cima dos canteiros, para as barracas montadas nas calçadas e para as ruas fechadas a torto e a direito.

Nem de longe Manga mostra o mesmo rigor que costuma alardear as ações da Guarda Municipal contra as festas que ele chama de “pancadões”. Aliás, ele esteve no ato criminoso que fechou a rodovia Raposo Tavares e chegou a usar o nome de Deus em vão, como é do seu feitio.

Nesses atos que atentam contra a democracia, outro ponto chama a atenção. Os golpistas ostentam muita comida. São quilos e mais quilos de carne que chegam de origem desconhecida para alimentar as mentiras e os pedidos pelo fim da democracia. Já se sabe, por exemplo, que esses atos criminosos são sustentados por ricos empresários que não querem o bem do país.

Do outro lado dessa história, mais de 33 milhões de pessoas não têm o que comer. Somente em Sorocaba, mais de 32 mil famílias vivem na pobreza ou na extrema pobreza. São homens e mulheres que não conseguem colocar um prato de comida na mesa dos filhos, que não sabem de onde virá o alimento quando amanhece. São seres humanos que, num ato de desespero, disputam osso e pele de frango ou reviram caçambas de lixo em busca de algo para amenizar a fome.

Na luta diária de Sindicato Cidadão, o SMetal mais uma vez inicia a Campanha Natal sem Fome, que leva um pouco de alívio para mesa de milhares de pessoas. No ano passado, mais de 40 toneladas de alimentos foram arrecadadas e 2 mil cestas doadas. Através do Banco de Alimentos, o Sindicato mantém o constante trabalho de combater a fome.

Diferente dos golpistas, o SMetal busca atuar em prol de uma sociedade melhor e mais justa, onde as pessoas tenham pelo menos três refeições diárias. Por isso, a Campanha Natal sem Fome deste ano tem como tema “Alimentando a Esperança”, que é o desejo de todos nós para o futuro próximo. Esse futuro já começou no dia 30 de outubro, querendo ou não os grupos antidemocráticos.

Enquanto esse futuro começa, o SMetal convida você a abraçar a solidariedade. Com um quilo de alimento ou uma pequena doação em dinheiro, você pode levar a esperança para a mesa de milhares de pessoas e, com toda certeza, isso fará a diferença na vida de muita gente. Veja nesta edição como doar e venha com a gente ajudar quem mais precisa.

Deixe seu Recado