SMetal

Imprensa

Opinião

EDITORIAL: O dia do BASTA é justo e necessário

Sexta-feira, 03 de Agosto de 2018 - 10:59 - Atualizado em 03/08/2018 11:28
Imprensa SMetal

Basta, Dia do Basta
Dia do BastaDia do Basta
Atualmente, são 13 milhões de desempregados no Brasil e 92,2% do total de 1 milhão de empregos gerados no último ano são precários. Os dados foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), nesta terça-feira, 31.

Para quem está à espera de uma oportunidade profissional sabe a angústia de ser mais um no exército de reserva. Com a economia estagnada e crise política aguçada, desde o golpe de 2016, os brasileiros sentem no dia a dia o alto custo de vida.

A população pode não saber o que é neoliberalismo, mas sente na pele as consequências dessa política desastrosa de Temer e seus comparsas. Aumentou a gasolina, o gás de cozinha, a energia, o transporte, e falta políticas públicas para moradia, para dar oportunidade de estudo aos filhos dos trabalhadores.

Por isso, as centrais sindicais, como a Central Única dos Trabalhadores (CUT), estabeleceram o dia 10 de agosto como Dia do Basta! Chega dessa política, que conta com apoio de setor do judiciário que não respeita a Constituição e coloca o Brasil numa situação vexatória perante o mundo.

Além de explorar, além dos limites, a classe trabalhadora, coloca o Brasil, de novo, no Mapa da Fome e na lista negra da Organização Internacional do Trabalho (OIT).

É preciso que todos parem dia 10 de agosto e reflitam sobre a necessidade de agir contra essa quadrilha que assalta o país. De que forma agir? Denunciar se a empresa estiver implantando a Reforma Trabalhista; participar das assembleias e das manifestações, como a do dia 10, para reforçar a luta contra os golpistas.

Se tiver alguma dúvida sobre o projeto neoliberal que os aliados de Temer (MDB), PSDB, Fiesp e o judiciário (STF) estão implantando no país é bom avaliar os indicadores que mostram, do golpe para cá, o aumento da mortalidade infantil, do desemprego, da queda na qualidade de vida dos brasileiros, e da miséria no país, que pode ser observado no dia a dia, como nos semáforos.

Vamos todos juntos gritar BASTA e fortalecer a luta coletiva! Há companheiros e companheiras em todo o país se indignando e mobilizando por um estado democrático, pela soberania do nosso país.

Nesta terça, 31, seis integrantes de movimentos populares, entraram em greve de fome sem data para acabar. Eles garantiram que só encerrarão a greve de fome quando os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) desengavetarem e levarem à votação em plenário os recursos que podem libertar Lula.

A greve de fome é uma medida extrema cujo objetivo é sensibilizar as autoridades e evitar maiores prejuízos à sociedade e aos mais pobres.

A prisão injusta de Lula, o golpe de estado, o ataque à democracia, as políticas implementadas pelo golpista e ilegítimo de Michel Temer (MDB) foram os fatores determinantes para a tomada desta decisão drástica.

Deixe seu Recado