SMetal

Imprensa

Opinião

Editorial: A luta continua a mesma

Editorial da Folha Metalúrgica nº 997 relembra a luta da categoria por valorização na Campanha Salarial ao longo dos anos; como em 1992, metalúrgicos da CUT em SP enfrentam um cenário de inflação alta e incertezas

Quarta-feira, 14 de Setembro de 2022 - 10:15 - Atualizado em 14/09/2022 10:31
Imprensa SMetal

folha, inflação, salário, smetal, metalúrgico, Charge: Kamaru
Charge pulicada na 1ª edição da Folha Metalúrgica do SMetal, em 1992Charge: Kamaru
A imagem ao lado foi publicada na 1ª edição da Folha Metalúrgica, em 1992. Passados 30 anos, ela se mostra bastante atual: o salário do trabalhador brasileiro perdendo para a inflação.

Nesse tempo, muita coisa mudou. As fábricas se modernizaram, os empregos foram tomando outro perfil, as relações de trabalho também tiveram alterações significativas. Afinal, é importante que tudo evolua com o tempo.

Por outro lado, a luta dos trabalhadores pela valorização, seja ela salarial ou nos direitos, continua sendo igual e com a mesma força que em outros períodos da história. Um fato é inegável: negociar com os patrões nunca foi e não é uma tarefa fácil.

Como em 1992, os metalúrgicos enfrentam um cenário de inflação alta e de incertezas na economia e na política, com pessoas no poder que pouco se importam com a classe trabalhadora.

Isso reflete diretamente nas negociações da Campanha Salarial. Mas é bem verdade que, seja com inflação baixa ou com altos índices, as bancadas patronais sempre reclamam na hora de discutir o aumento salarial dos metalúrgicos.

Além disso, é fundamental lembrar que não existe nenhuma lei que garanta que o salário seja reajustado pelos empresários, nem mesmo que a inflação do período seja reposta. Somente com muita luta do seu sindicato e sua mobilização há reajuste salarial e garantia de importantes direitos.

Por isso, é momento de intensificar a mobilização e a unidade nas portas das fábricas e, assim, dar força para a FEM-CUT/SP e o SMetal mostrarem para os patrões que estamos prontos para buscar a nossa valorização. Ao longo da nossa história, tivemos Campanhas Salariais vitoriosas. Desta vez, não será diferente. Estamos sempre juntos pelos direitos do amanhã. Conte sempre com seu Sindicato.

Deixe seu Recado