SMetal

Imprensa

Opinião

Editorial: A escuridão que toma conta do país

Quinta-feira, 22 de Agosto de 2019 - 11:25
Imprensa SMetal

sorocaba, escuridão, ambiente, amazônia, noite, Foguinho/Imprensa SMetal
Imagem da cidade de Sorocaba por volta das 14h desta segunda-feira, dia 19Foguinho/Imprensa SMetal

Não é somente São Paulo e interior que foram tomados pela escuridão, na qual o dia virou noite. O desmatamento e queimadas na Amazônia, a liberação de agrotóxicos banidos no mundo e outras ações desmedidas vêm deixando nosso país às escuras.

O “fenômeno” da escuridão que tornou noite Sorocaba, a partir das 14h, não foi um “evento” natural, mas sim resultado de “quando os homens exercem seus podres poderes”, parafraseando a música de Caetano Veloso.

O governo alemão já anunciou, neste mês, a suspensão de parte de seus subsídios a projetos de proteção da Floresta Amazônica, devido ao aumento do desmatamento no Brasil desde a chegada do presidente Jair Bolsonaro ao poder.

O governo brasileiro esta às favas com o Brasil. Além de estar perdendo recursos estrangeiros, ainda é esnobe ao declarar, nas palavras do ministro da economia, Paulo Guedes, de que o país não precisa da Argentina para crescer. Sendo que o país vizinho é simplesmente o terceiro maior comprador do Brasil.

Em Sorocaba mesmo, a crise da Argentina afetou drasticamente a produção de automóveis da Toyota, com consequências para todas as sistemistas. Fora outras metalúrgicas que tiveram as exportações cortadas.

Sem plano para desenvolvimento industrial, esnobando os países, o Brasil se fecha numa ilha cercada por tubarões que estão, a todo momento, comendo pelas beiradas os direitos dos trabalhadores. Nesta edição da Folha abordamos a minirreforma trabalhista. Mais um ataque a quem? Aos privilegiados ou aos trabalhadores que dependem de carteira assinada, de jornadas dignas?

A informação é importante para sair da escuridão. Mas, precisa-se muito mais para retirar as nuvens que assombram nossos dias. Até quando a classe trabalhadora aguentará respirar essa cortina de fumaça? Até quando você aguentará declarações do presidente como a de que “para salvar o meio ambiente basta o seu cocô”?

Até quando tolerará o intolerável? Os argentinos já se deram conta de que o neoliberalismo, a mesma política adotada no Brasil, não dá conta de resolver os problemas de desenvolvimento. Pelo contrário, os agrava. Macri perdeu nas urnas as prévias das eleições.

Acreditamos que a história é feita de ciclos. Esperamos que todos nós aprendamos com este que estamos vivendo para reativar nossa empatia pelo nosso colega do lado e pela terra em que pisamos.

Deixe seu Recado