SMetal

Imprensa

Luto

Diretoria do SMetal lamenta morte de trabalhador da Apex Tool

Edilson Dias Raimundo, 48 anos, faleceu nesta quinta-feira, 3, após complicações pulmonares causadas pela Covid-19. Diretoria do SMetal se solidariza com familiares e amigos do valoroso companheiro

Sexta-feira, 04 de Dezembro de 2020 - 10:09 - Atualizado em 04/12/2020 10:45
Imprensa SMetal

edilson, morte, falecimento, apex, Arquivo Pessoal / Fernando Macedo
Edilson tinha 48 anos, era viúvo e deixa dois filhos, Denilson, de 22 anos, e Hellen Vitória, de 9Arquivo Pessoal / Fernando Macedo
A diretoria do Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal) se solidariza com os familiares e amigos do metalúrgico Edilson Dias Raimundo, de 48 anos, que faleceu nesta quinta-feira, 3 de dezembro, após complicações pulmonares causadas pela Covid-19.

A notícia do falecimento do trabalhador foi recebida com muita tristeza por toda a diretoria da entidade, especialmente pelos membros do Comitê Sindical da Apex Tool, fábrica na qual Edilson era funcionário desde 1991.

Cicero Martins da Silva (Cirilo), coordenador do CSE da fábrica e amigo de Edilson, lembra que o metalúrgico era um participante assíduo nas lutas do Sindicato e um companheiro para todas as horas.

Segundo o dirigente, Edilson teve a princípio dores na garganta e, depois, muita tosse. No dia 17 de novembro, ele foi internado por problemas pulmonares e, logo depois, foi confirmado o quadro de Covid-19. De acordo com informações de amigos, ele chegou a se curar da Covid-19, mas ficaram sequelas no pulmão, o que o levou a óbito.

“Foi muito rápido. Um dia ele estava na fábrica com a gente e o outro dia não. O companheiro era muito querido por todos da Apex, sempre esteve junto do Sindicato. Com certeza, foi uma perda muito grande. Ainda não conseguimos acreditar que ele se foi”, lastima Cirilo.

Em nome de toda a diretoria, o presidente do SMetal, Leandro Soares, também se solidariza com os amigos e familiares de Edilson e lamenta profundamente a perda de mais um companheiro. “É mais um dos bons que se vai. Estamos todos estarrecidos com a morte prematura desse valoroso companheiro. E aos familiares, fica nosso abraço fraterno e conforto neste momento tão difícil”.

Edilson era viúvo e deixa dois filhos, Denilson, de 22 anos, e Hellen Vitória, de 9. Seu féretro sairá da Ossel Central e o sepultamento será no cemitério Memorial Park, nesta sexta-feira, dia 4, às 14h30.

Deixe seu Recado