SMetal

Imprensa

CULTURA

Dia da Mulher Negra terá oficinas, debates e shows no próximo sábado

O evento começa às 10h, na sede do SMetal. Será um dia inteiro de atividades abertas ao público, com entrada solidária, basta trazer 1kg de alimento, que será doado ao Banco de Alimentos de Sorocaba (BAS)

Quarta-feira, 27 de Julho de 2022 - 14:20

mulher, negra, sorocaba, smetal, Divulgação
Evento acontece no SMetalDivulgação
O Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região comemora o Dia da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha no próximo sábado, dia 30 de julho, com evento gratuito. Entre as atrações haverá oficinas, palestras e shows ao longo do dia. O evento começa às 10h, na sede do SMetal, próximo à rodoviária. Será um dia inteiro de atividades abertas ao público, com entrada solidária, basta trazer 1kg de alimento, que será doado ao Banco de Alimentos de Sorocaba (BAS).

Serão quatro oficinas gratuitas: tranças, turbantes, maquiagem básica e dança afro. As aulas acontecem simultaneamente, em dois horários, das 10h30 às 12h e das 13h30 às 15h. Cada pessoa poderá participar de duas oficinas em horários alternados.

Para se inscrever, basta acessar o link (aqui) e preencher o formulário com nome, contato e as aulas nas quais deseja participar. Cada oficina terá até 20 participantes.

Saiba mais sobre as oficinas

Durante todo o dia, o público vai se dançar e se divertir com muita música. O quinteto Família Marciano's Sound traz um repertório interpretado somente por mulheres negras da Diáspora Africana e do Brasil, como Dionne Warwick, Elza Soares, Lauryn Hill, Negra Li, Sandra de Sá, entre outras.

MC Laysla Lady, rapper, cantora e compositora apresenta um repertório bastante completo, que vai do underground ao afrobeat, passando também pelo Drill e pelo Trap. Seu novo single “Gostosas do Corre” será lançado dia 30, fala sobre empoderamento feminino e tem como referência a história de vida da cantora.

Também tem show de Roberta Silva que se apresenta com a banda Samba Som A6, composta por Khettyson Barros, Anderson, Luizinho Queixada, Carlos Alberto, Juliano Preto, Diego e Claudio, também com um repertório repleto com a obra das grandes sambistas brasileiras.

Para saber mais sobre os shows, acesse aqui

Roda de conversa

O evento ainda promove várias rodas de conversa em comemoração ao Dia da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha. O tema “Saúde Mental da Mulher” será abordado pela psicóloga Elaine Machado, mestra em Educação pela UFSCar/Sorocaba.

Para debater “Mulher no Mercado de trabalho e empreendedorismo”, as convidadas são Rosana Aparecida da Silva, Secretária de Finanças da AFUSE (Sindicato dos Funcionários da Educação do Estado de São Paulo), e Aline Vitoria Tarcisio, sócia-fundadora da entidade “Negra Sim - Movimento de Mulheres Negras de Santo André” e Secretária de Combate ao Racismo da CUT-SP.

Já a roda de conversa sobre “Feminismo Negro” ficará por conta da DJ, poeta e produtora de conteúdo, Bianca Brandini. A artista é organizadora do Slam 015, co-fundadora da Casa Janete e DJ em Minavoz.

Saiba mais sobre as rodas de conversa

O SMetal fica na rua Júlio Hanser, 140, bairro Lageado – próximo à Rodoviária de Sorocaba e ao terminal São Paulo.

Sobre a data

O Dia da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha é comemorado em 25 de julho. A data foi instituída no 1º Encontro de Mulheres Afro-latino-americanas e Afro-caribenhas, na República Dominicana, em 1992.

A intenção do dia é dar visibilidade à luta das mulheres negras contra a opressão de gênero, a exploração e o racismo. A líder quilombola Tereza de Benguela é a homenageada na data aqui no Brasil.

Tereza de Benguela, a grande homenageada do Dia da Mulher Negra, Latina e Caribenha, foi uma líder quilombola que ajudou comunidades negras e indígenas na resistência à escravidão no século XVIII.

Deixe seu Recado