SMetal

Imprensa

Audiência Pública

'Desigualdade de gênero e violência' é tema de debate na Câmara de Sorocaba

Quinta-feira, 07 de Março de 2019 - 15:25 - Atualizado em 11/03/2019 12:02
Assessoria imprensa Iara Bernardi

, Foguinho/Arquivo SMetal
Durante todo o mês de março o CMDM, vai realizar eventos relacionados aos direitos e defesa das mulheresFoguinho/Arquivo SMetal
A Câmara Municipal de Sorocaba, por iniciativa dos mandatos das vereadoras Iara Bernardi (PT) e Fernanda Garcia (PSOL) realiza, nesta sexta-feira, 8, às 19h, audiência pública com o tema "Dia Internacional de Luta das Mulheres: Desigualdade de Gênero e Violência". A audiência é promovida em parceria com o Conselho Municipal do Direitos da Mulher (CMDM).

A iniciativa arregimentará movimentos sociais, militantes em prol das causas da mulher, autoridades municipais e regionais, e membros da sociedade civil que tenham interesse em debater o assunto.

Um dos principais pontos colocados em debate será o elevado número de feminicídios (assassinato de mulher, em razão de sua condição de gênero) na Região Metropolitana de Sorocaba. Nos últimos 365 dias, cerca de 17 mulheres foram assassinadas pelo simples fato de serem mulheres. Esse número é relativo apenas aos casos noticiados pela imprensa regional. Desde a sanção da Lei nº 13.104/2015, o feminicídio é classificado como crime hediondo.

De acordo com a Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH), entre Janeiro e Fevereiro de 2019, ao menos 126 mulheres foram mortas no Brasil, além de 67 tentativas de feminicídio.

Levantamento da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal), vinculada à Organização das Nações Unidas (ONU), aponta que a cada dez feminicídios cometidos em 23 países da América Latina e Caribe em 2017, quatro ocorreram no Brasil. Naquele ano, ao menos 2.795 mulheres foram assassinadas na região. Desse total, 1.133 foram no Brasil, segundo dados divulgados pela Agência Brasil.

Deixe seu Recado