SMetal

Imprensa

Vergonha

Deputados da RMS negam-se a investigar Michel Temer

Quarta-feira, 09 de Agosto de 2017 - 11:14 - Atualizado em 09/08/2017 11:29
Imprensa SMetal

, Reprodução
Da esquerda para a direita: Herculano Passos (PSD), Missionário José Olímpio (DEM) e Guilherme Mussi (PP).Reprodução
Os deputados federais eleitos pela Região Metropolitana de Sorocaba (RMS) Herculano Passos (PSD) e Missionário José Olímpio (DEM), ambos de Itu; e Guilherme Mussi (PP), de Itapetininga, votaram contra o processo de investigação de Temer (PMDB).

Eles se negaram a sequer abrir processo para investigar o presidente atual, mesmo com as gravações de áudio e vídeo divulgados e mala com 500 mil dólares para corrupção.

As doações para as campanhas que elegeram os deputados da RMS, em 2014, demonstram que os deputados eleitos foram patrocinados para representarem os interesses das empresas. Tanto os citados acima como os deputados Vitor Lippi (PSDB), que teve 60% do valor da campanha composto por doações de empresas, e Jefferson Campos (PSD), que recebeu, via partido, doação da JBS, envolvida no esquema de corrupção.

Deixe seu Recado