SMetal

Imprensa

BRASIL

Deputados da região aprovam congelar investimentos públicos

A proposta do governo golpista de Michel Temer (PMDB), que congela os investimentos públicos por 20 anos, foi aprovada em primeiro turno nesta segunda-feira

Terça-feira, 11 de Outubro de 2016 - 10:00 - Atualizado em 27/12/2016 15:20
Imprensa SMetal

,
Lippi também foi favorável na votação que entregou a exploração do pré-sal a empresas estrangeiras
Os deputados Jefferson Campos (PSD), Herculano Passos (PSD), Missionário José Olímpio (DEM) e Vitor Lippi (PSDB), todos representantes da Região Metropolitana de Sorocaba, votaram a favor da Proposta de Emenda à Constituição - a PEC 241. O projeto do governo golpista de Michel Temer (PMDB), que congela os investimentos públicos por 20 anos, foi aprovado em primeiro turno nesta segunda-feira, dia 10.

No total, a PEC 241 teve 366 votos a favor e 111 votos contrários. A intenção da medida é que as despesas primarias do governo federal tenham um teto e passem a ser reajustadas pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Na prática, os investimentos em educação e saúde ficam congelados por duas décadas. O salário mínimo também foi acrescentado como item sujeito ao congelamento por 20 anos, sem chance de aumento real.

Para Tiago Almeida do Nascimento, vice-presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal), a aprovação da PEC 241 é a derrota do Brasil. "Condenamos o já sofrido SUS a extinção. A educação será ainda pior do que hoje. Enfim, os deputados estão tirando dos que mais precisam para ter mais recursos para pagar banqueiros. O Congresso Nacional é uma vergonha para esse país e os deputados eleitos por Sorocaba e região são um trágico exemplo disso".

O secretário-geral do SMetal, Leandro Cândido Soares, aponta que a PEC 241 é um o maior retrocesso em décadas e vai aumentar a desigualdade. "Essa medida favorece o sistema privado porque, com uma saúde de má qualidade, as pessoas vão procurar o setor privado. Não podemos esquecer que foram os grandes planos de saúde que financiaram Eduardo Cunha e a maioria dos deputados que ai estão. Então, têm interesses por trás disso que estão sendo contemplados".

Deixe seu Recado