SMetal

Imprensa

Saúde

Dengue em Sorocaba aumenta e chega a 96 casos confirmados

Quarta-feira, 24 de Fevereiro de 2016 - 17:39 - Atualizado em 27/12/2016 14:31
Imprensa SMetal

,
O Secretário de Saúde, Francisco Antônio Fernandes, afirma que a situação da doença está controlada, mas não descarta risco de nova epidemia na cidade
De acordo com o último balanço epidemiológico, divulgado na manhã desta quarta-feira, dia 24 de fevereiro, Sorocaba possui 96 casos confirmados de dengue nos últimos sete meses, entre 5 de julho de 2015 a 20 de fevereiro deste ano. São 52 autóctones e 44 importados. No boletim anterior, divulgado em 3 de fevereiro, havia 67 casos confirmados da doença.

No mesmo período de 2015, a cidade já possuía 12.395 casos registrados de dengue, sendo 12.282 autóctones e 113 importados.

A zona Oeste e Norte são as regiões que concentram mais notificações, especialmente os bairros Vila Barão, Lopes de Oliveira e Jardim São Guilherme.

Segundo o Secretário Municipal de Saúde, Francisco Antônio Fernandes, a situação em 2016 é semelhantes aos anos de 2012 e 2013, quando o número de casos de dengue no município possuíam uma certa normalidade para a época de proliferação do mosquito e disseminação da doença, que são os meses de janeiro, fevereiro, março e abril.

"Estamos dentro de uma situação de conforto ainda, porém com o número crescente de casos doença que estamos vivendo, se não tomarmos cuidado podemos ter uma epidemia no município novamente", alertou o Secretário.

Ele destacou que o combate aos criadouros do mosquito Aedes aegypti, responsável pela transmissão da dengue, febre chikungunya e zika, ainda é a melhor forma de prevenir a proliferação da doença.

Chikungunya e Zika

Sorocaba também possui 11 casos registrados da febre Chikungunya, sendo oito confirmados laboratorialmente e quatro por exames clínicos. Oito casos ainda estão em investigação.

Já de zika vírus, há seis casos na cidade, dois confirmados laboratorialmente e quatro por por meio de critérios clínicos. Todos os casos registrados de ambas as doenças são importados.

Microcefalia

Há duas semanas nasceu o primeiro bebê com microcefalia em Sorocaba. Segundo o secretário de saúde, não há confirmação se o caso tem relação com o vírus zika. A mãe e a criança já foram submetidas a exames e aguardam resultados do Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo.

Outro possível caso de microcefalia ainda está sob investigação, cuja notificação foi feita no começo de dezembro e aguarda o nascimento do bebê para a confirmação.

Deixe seu Recado