SMetal

Imprensa

Imposto de Renda

Declaração de IR 2019 pode ser feita no SMetal até o dia 26

Mais de 260 pessoas utilizaram o serviço de declaração de Imposto de Renda no SMetal, que vai até dia 26 de abril. Atendimento é de segunda a sexta, das 9h às 18h, e os valores são R$ 25 para sócios e R$ 70 para a comunidade

Quinta-feira, 04 de Abril de 2019 - 11:03
Imprensa SMetal

ir, imposto, renda, serviço, smetal, atendimento,, Foguinho/Imprensa SMetal
Serviço de preenchimento e envio do IR funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h, e é realizado por ordem de chegadaFoguinho/Imprensa SMetal
Mais de 260 pessoas utilizaram o serviço de preenchimento e envio de declaração de Imposto de Renda 2019 no Sindicato dos Metalúrgicos, em Sorocaba.

O atendimento é realizado de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h, e os valores são R$ 25 para associados e dependentes e R$ 70 para a comunidade em geral.

O serviço é oferecido também na cidade de São Roque, para facilitar o acesso de associados e dependentes daquela região. Para mais informações, os interessados podem entrar em contato com Waldemar Rodrigues de Camargo, pelos telefones (11) 4784-1719 (fixo) ou (11) 99798-5545 (celular).

Em ambas cidades, o atendimento é por ordem de chegada e não há necessidade de cópia da documentação, apenas apresentação (confira a lista completa abaixo).

O prazo de entrega este ano é 30 de abril e, de acordo com a Receita Federal, até às 17h de segunda-feira, dia 1º, 8.270.381 declarações já haviam sido enviadas.

No SMetal, o serviço de preenchimento da declaração teve início no último dia 21 e vai até 26 de abril. A sede do Sindicato de Sorocaba fica na rua Julio Hanser, 140, bairro Lageado, próxima à Rodoviária.

Confira abaixo todos os documentos necessários:

• Documentos pessoais do declarante: Título de eleitor; RG; CPF; comprovante atual de endereço com CEP; 

• Última declaração de IR entregue (completa).

• Dependentes: Nome completo; Data de nascimento; CPF; informe de rendimentos (caso tenho tido renda em 2018).

• Informes de rendimentos: Comprovantes de salários ou pró-labore; aposentadoria, pensão ou auxílio doença do INSS; Investimentos (aplicações financeiras tributáveis); aluguéis recebidos de bens móveis e imóveis; informe de rendimento do banco de 2018.

• Bens e direitos: Documentos que comprovem a compra ou venda de imóveis (nº do carnê do IPTU, data da assinatura do contrato e da quitação da escritura), veículos (Renavam) e outras posses; extrato de conta bancária (conta corrente, poupança, empréstimos).

• Informações de dívidas e ônus: Empréstimo; financiamentos, dentre outras;

• Comprovantes de despesas: Recibos ou notas que comprovem gastos com educação e saúde.

• Conta bancária: Dados da conta bancária do declarante para fins de restituição ou débito, se houver.

• Outros: CPF do cônjuge; comprovantes de dívidas contraídas ou pagas em 2017; informe de pensão alimentícia; comprovantes de doações ou herança recebida; apuração mensal do imposto no ganho de capital (lucro) com compra e venda de ações.

Deixe seu Recado