SMetal

Imprensa

Denúncia

Covid-19: SMetal aciona MP por decreto que exclui indústria do feriado

No decreto do prefeito Manga, 50 mil trabalhadores do setor industrial, sendo mais de 32 mil metalúrgicos, não tiveram direito a antecipação dos feriados; cidade registrou ônibus lotados pela manhã

Quarta-feira, 31 de Março de 2021 - 14:23 - Atualizado em 31/03/2021 14:49
Imprensa SMetal

marco, 2021, imprensa, Arquivo/Imprensa SMetal
Indústria tem 25% dos empregos formais de Sorocaba Arquivo/Imprensa SMetal
O Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região protocolou, nesta quarta-feira, 31, uma denúncia contra o prefeito Rodrigo Manga (Republicanos) no Ministério Público, por conta da exclusão dos trabalhadores da indústria da antecipação dos feriados na cidade.

Cerca de 50 mil trabalhadores do setor industrial, dentre eles mais de 32 mil metalúrgicos, não tiveram direito ao feriado, que vai desta quarta-feira, 31, até a próxima terça-feira, 6. A antecipação desses feriados foi a medida adotada pela Prefeitura de Sorocaba como forma de combater o crescimento dos casos e óbitos da Covid-19.

No documento apresentado ao MP, o departamento jurídico do SMetal aponta que “o momento é caótico e a exclusão das atividades industriais da antecipação de feriados decretada implica exposição desse grupo de pessoas ao risco, de forma desumana, em violação ao direito à proteção e à saúde, questões humanitárias que deveriam ser defendidas pelo Poder Público em relação a todos os cidadãos sorocabanos”.

Ainda, o SMetal denuncia a violação do princípio de isonomia, argumentando que “através de uma medida discricionária o Poder Público municipal, na pessoa de sua autoridade máxima (o prefeito Rodrigo Manga), mostrou menosprezo a grande parcela da população. Essa conduta de repúdio à incolumidade pública, uma vez que coloca em risco intencionalmente milhares de cidadãos sorocabanos, suas famílias e à sociedade como um todo”.

Em defesa da vida

marco, 2021, imprensa, Foguinho/Imprensa SMetal
“Não mediremos esforços para proteger os trabalhadores nesse momento tão difícil. Vamos buscar os caminhos legais para ir contra absurdos como é o caso desse decreto”, Leandro Soares, presidente do SMetal Foguinho/Imprensa SMetal

O presidente do SMetal, Leandro Soares, afirma que a entidade vai lutar para defender a categoria. “Não mediremos esforços para proteger os trabalhadores nesse momento tão difícil. Vamos buscar os caminhos legais para ir contra absurdos como é o caso desse decreto”.

Leandro enfatiza que a decisão do prefeito Manga trouxe mais risco para os trabalhadores. “O que vimos hoje foram ônibus lotados, já que 50 mil pessoas precisaram sair de casa para trabalhar e tiveram menos condução do que os dias normais. O que seria uma medida para amenizar a situação da Covid acaba por agravar ainda mais o problema”.

marco, 2021, imprensa, Arquivo/Imprensa SMetal
Para Silvio Ferreira, secretário geral do SMetal, o prefeito Rodrigo Manga cedeu à pressão dos empresáriosArquivo/Imprensa SMetal
Pressão empresarial e lockdown

Para Silvio Ferreira, secretário geral do SMetal, o prefeito Rodrigo Manga cedeu à pressão dos empresários. “Ele fecha o pequeno comerciante, que é quem paga o preço mais alto com essa pandemia, e libera o funcionamento das grandes empresas, colocando milhares de trabalhadores em risco. É uma política incompetente, que vai custar a vida de muita gente”.

Silvio volta a defender o posicionamento do Sindicato para que haja um lockdown nas empresas da base. “Estamos falando em salvar vidas e só vamos conseguir isso se as pessoas ficarem em casa. O setor industrial tem plenas condições de paralisar a produção por um período e recuperar esse tempo rapidamente. Como temos insistido nas negociações, é momento de parar para salvar vidas”.

Hospitais lotados e novas variantes

A situação de Sorocaba é bastante crítica. A cidade já atingiu a marcada de 1.086 vidas perdidas desde o começo da pandemia da Covid-19. Além disso, todos os hospitais públicos e privados estão lotados, sem vagas em leitos clínicos e de UTI.

Completa o quadro preocupante, a confirmação de mais uma variante do coronavírus. De acordo com a prefeitura de Sorocaba, a variante sul-africana foi identificada nesta quarta-feira, 31, na cidade.

No total, Sorocaba identificou outras cinco variantes da Covid-19, inclusive a de Manaus, que é mais letal e tem um grau de contaminação maior do que as outras.

Deixe seu Recado