SMetal

Imprensa

Campanha Salarial

Convenções Coletivas já protegem 96% da categoria

Tanto as convenções quanto os acordos garantem reposição da inflação, renovação das cláusulas sociais da CCT e cláusula de salvaguarda, que inibe a aplicação imediata da reforma trabalhista

Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017 - 10:56 - Atualizado em 13/12/2017 11:07
Imprensa SMetal

 

Eberspeacher, campanha, Foguinho/Imprensa SMetal
Assembleia: Proposta de acordo foi aprovada pelos metalúrgicos da Eberspeacher, em Sorocaba, nesta terça-feira, dia 12Foguinho/Imprensa SMetal
Até o início desta semana, as negociações da campanha salarial deste ano haviam conquistado convenções e acordos coletivos para 33.612 metalúrgicos de Sorocaba e região.  Esse número representa 96% dos 35 mil trabalhadores que formam a base do Sindicato da categoria (SMetal). A estimativa é da subseção do Dieese dos Metalúrgicos.

A maioria dos outros 1.388 metalúrgicos (4% da categoria), que não têm registro de acordo firmado no SMetal, trabalha em pequenas e micro empresas do Grupo 10, que reúne principalmente as oficinas mecânicas.

Como existem centenas de oficinas na região, a direção do Sindicato pede que os trabalhadores denunciem a falta de acordo da campanha salarial. “Nesses casos, somente após a denúncia poderemos localizar a empresa em nosso banco de dados e procurá-la para exigir negociações sobre a campanha salarial”, esclarece o presidente do SMetal, Leandro Soares.

As denúncias devem ser feitas pelo site  www.smetal.org.br/denuncie 

 

Acordos recentes

Os mais recentes acordos locais da campanha salarial foram firmados com a Schaeffler, Moto Peças e Eberspeacher. As três fábricas são representadas pelo sindicato patronal da autopeças, que continua emperrando a assinatura da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) estadual e, por isso, o SMetal as pressionou pela assinatura do acordo, que têm força de Convenção.

Tanto as convenções quanto os acordos garantem reposição da inflação, renovação das cláusulas sociais da CCT e cláusula de salvaguarda, que inibe a aplicação imediata da reforma trabalhista.

Em diversos acordos, conforme o grau de mobilização dos trabalhadores, foram conquistados avanços adicionais à CCT, como aumento real de salários, plano de cargos e salários e reajustes no vale compras, entre outros.

Deixe seu Recado