SMetal

Imprensa

Dengue

Com as chuvas, é preciso redobrar a atenção

É melhor prevenir. Então, observe se na sua casa tem algum pote ou outro material que possa acumular água.

Quinta-feira, 09 de Novembro de 2017 - 11:15 - Atualizado em 09/11/2017 12:26
Imprensa SMetal

, Divulgação
Um caso de dengue foi diagnosticado na região dos bairros Lageado/Jardim FaculdadeDivulgação
A Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria de Saúde, está informando os moradores e trabalhadores da região dos bairros do Lageado/Jardim Faculdade, próximo à área central, de que uma pessoa foi diagnosticada com dengue. Por isso, em caso de febre alta é preciso procurar a unidade básica de saúde mais próxima.

Com as chuvas, é preciso redobrar a atenção para que não haja reprodução do mosquito Aedes Aegypti. Para isso, é importante não acumular água em latas, embalagens, copos plásticos, tampinhas de refrigerantes, pneus velhos, vasinhos de plantas, jarros de flores, garrafas, caixas d´água, tambores, latões, cisternas, sacos plásticos e lixeiras, entre outros.

Mais informações pelo telefone: (15) 3229-7300. 

Saiba mais

Dengue Clássica

• Febre alta com início súbito.
• Forte dor de cabeça.
• Dor atrás dos olhos, que piora com o movimento dos mesmos.
• Perda do paladar e apetite.
• Manchas e erupções na pele semelhantes ao sarampo, principalmente no tórax e membros superiores.
• Náuseas e vômitos·
• Tonturas.
• Extremo cansaço.
• Moleza e dor no corpo.
• Muitas dores nos ossos e articulações.

Dengue hemorrágica

Os sintomas da dengue hemorrágica são os mesmos da dengue comum. A diferença ocorre quando acaba a febre e começam a surgir os sinais de alerta:

• Dores abdominais fortes e contínuas.
• Vômitos persistentes.
• Pele pálida, fria e úmida.
• Sangramento pelo nariz, boca e gengivas.
• Manchas vermelhas na pele.
• Sonolência, agitação e confusão mental.
• Sede excessiva e boca seca.
• Pulso rápido e fraco.
• Dificuldade respiratória.
• Perda de consciência.

Na dengue hemorrágica, o quadro clínico se agrava rapidamente, apresentando sinais de insuficiência circulatória e choque, podendo levar a pessoa à morte em até 24 horas. De acordo com estatísticas do Ministério da Saúde, cerca de 5% das pessoas com dengue hemorrágica morrem.

O doente pode apresentar sintomas como febre, dor de cabeça, dores pelo corpo, náuseas ou até mesmo não apresentar qualquer sintoma. O aparecimento de manchas vermelhas na pele, sangramentos (nariz, gengivas), dor abdominal intensa e contínua e vômitos persistentes podem indicar a evolução para dengue hemorrágica. Esse é um quadro grave que necessita de imediata atenção médica, pois pode ser fatal.

O tempo médio do ciclo é de 5 a 6 dias, e o intervalo entre a picada e a manifestação da doença chama-se período de incubação. É só depois desse período que os sintomas aparecem. Geralmente os sintomas se manifestam a partir do 3° dia depois da picada do mosquitos.

É importante procurar orientação médica ao surgirem os primeiros sintomas, pois as manifestações iniciais podem ser confundidas com outras doenças, como febre amarela, malária ou leptospirose e não servem para indicar o grau de gravidade da doença.

Deixe seu Recado