SMetal

Imprensa

Eleição Sindical

Com 96,4% dos votos, Chapa 1 dos metalúrgicos é eleita

Chapa vitoriosa vai cumprir a gestão de 2021 a 2025; votação foi realizada em turno único, entre os dias 3 a 5 de março, em pelo menos 360 fábricas metalúrgicas onde há trabalhadores sindicalizados

Sábado, 06 de Março de 2021 - 12:00 - Atualizado em 06/03/2021 14:13
Imprensa SMetal

marco, 2021, imprensa, Foguinho/Imprensa SMetal
Foto do ato contra a terceirização irrestrita e as reformas da Previdência e Trabalhista, em 2017, representa os ideais do SMetal, que se mantém firme na luta pelos direitos hoje, amanhã e sempreFoguinho/Imprensa SMetal
Com 96,4% dos votos válidos, a Chapa 1 foi eleita para a gestão 2021-2025 do Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal). A votação foi realizada em turno único e esteve disponível entre os dias 3 a 5 de março em pelo menos 360 fábricas metalúrgicas onde há trabalhadores sindicalizados.

Pandemia, cuidados e inovação

A eleição de 2021 se deu meio ao cenário adverso da pandemia da Covid-19, que atinge o momento mais crítico no Brasil. Diante da situação, o SMetal optou por uma eleição híbrida, com opção de voto eletrônico, pelo site da entidade, e com votação presencial nas fábricas.

O secretário-geral do Sindicato, Silvio Ferreira, destaca a importância do processo. “Com o voto eletrônico, garantimos que os trabalhados exercessem o direito democrático de escolher seus representantes de forma segura. Isso foi fundamental para os aposentados e para os metalúrgicos que estão afastados da fábrica por conta da pandemia”.

marco, 2021, imprensa,
Votação presencial seguiu todos os protocolos de combate à Covid-19

Além disso, com a votação eletrônica, a coleta de voto presencial nas fábricas teve um dia a menos. “O trabalhador metalúrgico está acostumado com o sistema de votação presencial e a eleição telemática foi uma novidade. Com isso, tivemos cerca de 24 horas a menos de votação nas fábricas. Mesmo assim, houve uma grande participação da categoria e garantimos a votação expressiva na chapa vitoriosa”, enfatiza Silvio.

Para a votação presencial, o Sindicato preparou um esquema especial de segurança. Os mesários que estiveram nas fábricas para coleta dos votos fizeram teste de Covid-19 e todos trabalharam com kit de proteção individual e coletiva para evitar o contagio pela doença.

O presidente do SMetal, Leandro Soares, aponta que todo esse trabalho foi reconhecido pelos trabalhadores. “Num momento de grande gravidade da doença, fazer uma eleição foi um desafio que visou, ao mesmo tempo, garantir o processo democrático para que os trabalhadores escolhessem seus representantes e evitar que as pessoas fossem expostas a riscos durante o processo de votação. Com certeza fomos bem sucedidos nessa tarefa e o resultado nas urnas mostra isso”

Renovação e experiência

marco, 2021, imprensa, Daniela Gaspari/Imprensa
Leandro Soares (no centro) encabeça a Chapa 1, eleita na madrugada do sábado, 6Daniela Gaspari/Imprensa
A Chapa 1, eleita na madrugada deste sábado, 6, traz nomes experientes, com vários mandatos em defesa dos trabalhadores, e também novos dirigentes, que chegam para renovar a luta sindical.

Cerca de 25% dos representantes da chapa 1 são metalúrgicos e metalúrgicas que concorreram pela primeira vez. Os outros 75% são velhos conhecidos da categoria, que se dedicam há anos pelos direitos dos trabalhadores.

A liderança da chapa é do presidente reeleito, Leandro Soares, membro do CSE da ZF Planta 2, que classifica a vitória e a eleição como “memorável” pelas novidades apresentadas. Serão 81 dirigentes, divididos em 29 CSEs, incluindo o Comitê de Aposentados, que irão compor a nova direção do Sindicato. Desses, 27  farão a composição da Diretoria Executiva, do Conselho da Diretoria Executiva e o do Conselho Fiscal.

Os 29 Comitês são: Apex Tool, Bardella, Clarios, CNH, Edscha, Flextronics, Furukawa, Gerdau, Gestamp, GK 108, Hurth Infer, Inovadoris, Junior Flex, Kanjiko, Metalac, Metalúrgica Vicfer, Metso, Moto Peças, Prysmian (unidades Boa Vista e Éden), Robert Bosch, Schaeffler, Scherdel, Toyota, VMX, Vossloh Cogifer e ZF do Brasil (Planta 1 e Planta 2) – mais o Comitê de Aposentados (CSA).

“O sentimento que fica é o de dever cumprido dos últimos anos pela proteção do emprego e renda dos trabalhadores. Agora, estamos diante de um novo desafio, que por si só tem seus agravos por conta da pandemia, mas que iremos enfrentar com articulação e luta. O slogan da nossa chapa era ‘juntos hoje pelos direitos do amanhã’ e disso jamais abriremos mão. Nossa luta coletiva fortalece o indivíduo metalúrgico, cada mãe e pai de família”, enfatiza Leandro.

A posse da Chapa 1 está marcada para o mês de maio.

GK108 e Gestamp

Nas empresas GK108 e Gestamp, a eleição dos membros do Comitê Sindical de Empresa registrou uma segunda chapa. Desta forma, os trabalhadores puderam escolher entre os dirigentes da Chapa 1 e da Chapa 2. Na GK108, a Chapa 1 foi eleita. Já na Gestamp, a Chapa 2 saiu vitoriosa e agora faz parte do quadro de dirigentes do SMetal.

O secretário de organização do SMetal, Izídio de Brito, que foi reeleito para a função, comenta sobre a importância da unidade neste momento. "A eleição já passou e agora é se unir pelo bem da categoria. Os membros da Chapa 2, eleitos na Gestamp, foram escolhidos e agora irão lutar pelos trabalhadores ao nosso lado", diz. 

Leandro também parabenizou os novos dirigentes e enfatizou que a voz dos metalúrgicos da Gestamp foi escutada. "O trabalho dos companheiros que estiveram à frente do CSE na Gestamp deve ser valorizado e respeitado. Foram anos de muitas negociações e acordos pelos metalúrgicos da fábrica. Agora, os companheiros da Chapa 2 irão herdar um legado importante que deve ter continuidade nos próximos quatro anos de mandato".

Propostas

O projeto que foi votado e escolhido pela maioria dos metalúrgicos, com 96,4% de aprovação, tem seis eixos principais e estão divididos da seguinte forma: Sindicato de Todos, Sindicato Moderno, Sindicato Atuante, Sindicato Preparado, Sindicato Propositivo, Sindicato Cidadão. Cada um deles fala sobre uma área que o SMetal pretende abranger em suas lutas.

O secretário-geral reeleito, Silvio Ferreira, membro do CSE da Apex Tool, aponta que nesta gestão a ideia é ir ao encontro de todas as mudanças e modernizações que já estavam sendo feitas no Sindicato nos últimos anos. “Iremos colocar em prática as nossas propostas. A luta por emprego e renda é nossa marca tradicional, mas nesta gestão queremos implementar mecanismos para trazer o metalúrgico ainda mais para perto. O sindicato deve ser uma segunda casa para esse trabalhador, um lugar em que ele se sinta representado, protegido e defendido”, finaliza.

Deixe seu Recado