SMetal

Imprensa

Mobilização

Coletivo de Mulheres da subsede da CUT é reativado em Sorocaba

Decisão de reativar o Coletivo foi tomada diante da necessidade de fortalecer as lutas das mulheres em todos os ambientes; espaço deverá debater organização e estratégia para o próximo período

Quinta-feira, 02 de Dezembro de 2021 - 11:35 - Atualizado em 02/12/2021 13:10
Imprensa SMetal

, Divulgação
A primeira pauta oficializada pelas lideranças femininas é a participação no ato “Bolsonaro Nunca MaisDivulgação
O Coletivo de Mulheres da sub sede da Central Única dos Trabalhadores (CUT) de Sorocaba foi reativado em uma cerimônia simbólica realizada na última quarta-feira (01) na sede do Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal).

De acordo com Márcia Viana, secretária da mulher trabalhadora da CUT-SP, a decisão de voltar com as atividades do coletivo se deve à necessidade de fortalecer a luta pelas mulheres em todos os espaços. Neste momento, o Coletivo reafirmou o compromisso com as políticas transversais da entidade.

O momento político do país foi um dos principais motivos pelos quais as mulheres se organizaram novamente. No futuro, o espaço deverá debater e pensar em estratégias de atuação para o próximo período. “O Coletivo é reativado diante do cenário de destruição de direitos que estamos enfrentando com o governo Bolsonaro como o desmonte das políticas públicas e sociais, os direitos da classe trabalhadora e os ataques que às mulheres. Temos que dar um basta!”, comenta Márcia.

As dirigentes do Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal), Cleide Bueno da Silva (Flextronics), Lindalva Linhares da Silva Martins (Flextronics), Nazaré Inocencia da Silva (Flextronics), Priscila dos Passos Silva (Gestamp) e Priscila Regiane da Costa (Apex Tool), também compõem o Coletivo de Mulheres da CUT. Na mesma data, elas também retomaram os trabalhos do Coletivo de Mulheres do SMetal. 

A primeira pauta oficializada pelas lideranças femininas é a participação no ato “Bolsonaro Nunca Mais”, que acontece neste sábado, 04, em São Paulo. “A retomada do Coletivo de Mulheres da subsede da CUT Sorocaba é essencial para construirmos coletivamente as ações de enfrentamento aqui nossa região”, defende Márcia.

O presidente do SMetal, Leandro Soares, esteve presente na reunião e parabenizou as mulheres pela coragem e disposição de lutar. “Estamos entrando numa fase política em que todas as forças progressistas, que estão compromissadas com a classe trabalhadora, precisam mesmo estar ativas. As mulheres da subsede da CUT com certeza farão um enfrentamento a todas atrocidades que estamos vivendo”, projeta Leandro.

Deixe seu Recado