SMetal

Imprensa

Autopeça

CIPA e mudança nas férias são temas de assembleia na NAL do Brasil

Assembleias aconteceram nesta sexta-feira, 31, em todos os turnos, para tratar de assuntos específicos dos trabalhadores da NAL, além de colocar em votação a mudança no período aquisitivo de férias, que foi aprovada. 

Sexta-feira, 31 de Maio de 2019 - 15:15 - Atualizado em 31/05/2019 15:33
Imprensa SMetal

nal, férias, cipa, ppr, assembleia, toyota,, Daniela Gaspari/Imprensa SMetal
A importância de uma CIPA atuante e comprometida dentro da fábrica também foi destaque nas assembleias com os trabalhadores da Nal, que ocorreram nesta sexta, 31Daniela Gaspari/Imprensa SMetal
Dirigentes do Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal) estiveram na porta fábrica NAL do Brasil nesta sexta-feira, dia 31, em todos os turnos, para tratar de assuntos específicos dos trabalhadores da empresa, além de colocar em votação a mudança no período aquisitivo de férias.

A medida, que foi aprovada pelos funcionários, vem sendo negociada pelo SMetal e representantes da NAL para evitar possíveis impactos na produção após as demissões anunciadas pela montadora Toyota, principal compradora da autopeça.

“Para minimizar os impactos que possam vir e manter o quadro de funcionários, alguns trabalhadores entrarão em férias agora e terão o seu período aquisitivo de descanso anual alterado de maio, data de contratação, para janeiro”, explica João Farani, dirigente do SMetal.

Outro assunto tratado durante as assembleias foi o início das negociações do Programa de Participação nos Resultados (PPR), que terá a primeira reunião na semana que vem. Farani informou que já foram escolhidos os trabalhadores que, juntos ao Sindicato e a fábrica, integrarão a Comissão de Negociação de PPR.

Papel da CIPA

A importância de uma Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) atuante e comprometida dentro da fábrica também foi destaque na assembleia. No dia 11 de março acontece nova eleição dos membros da CIPA na NAL do Brasil e os dirigentes do SMetal distribuíram aos trabalhadores uma cartilha informativa sobre o tema.

“Em 2018, tivemos cinco mortes por acidentes de trabalho na categoria e isso não é fatalidade, é a falta do cumprimento das Normas Regulamentadoras (NRs)”, relembrou o diretor executivo Antonio Welber Filho (Bizu).

Desde então, foi deliberado pela diretoria do Sindicato que em toda véspera de eleição, os dirigentes estarão na porta da fábrica falando sobre a importância da CIPA e de se eleger candidatos que estejam comprometidos com a saúde e segurança do trabalhador.

“O Sindicato também está à disposição para ajudar na formação de cipeiros. Quem tiver interesse, é só procurar os dirigentes. O nosso objetivo é minimizar e eliminar os riscos que essas más condições de trabalho vem causando dentro da nossa categoria”, explicou Bizu.

A fábrica NAL do Brasil pertence ao grupo japonês Koito, líder do mercado mundial de faróis automotivos, fica no Jardim Ibiti do Paço e tem 306 trabalhadores.

Deixe seu Recado