SMetal

Imprensa

INFLAÇÃO

Cesta básica sorocabana sobe pelo quinto mês consecutivo

Desde maio as compras pesam cada vez mais no bolso do trabalhador. Alta acumulada chega a 25,05% de setembro a setembro.

Sexta-feira, 08 de Outubro de 2021 - 09:50

, Roberto Parizotti/Fotos Públicas
Produtos de limpeza tiveram queda em SorocabaRoberto Parizotti/Fotos Públicas
A população de Sorocaba vai pagar mais caro pelos produtos da cesta básica pelo quinto mês consecutivo. O preço da soma de 34 produtos avaliados chega a R$978,21, ou seja, R$ 21,08 mais caro que no mês passado. O acumulado da alta em um ano chega a 25,05%. Os dados foram divulgados pelo Laboratório de Ciências Aplicadas da Universidade de Sorocaba (Uniso). Confira a evolução na tabela abaixo.

A alta de agosto para setembro é de 2,2% e os produtos que ficaram mais caros no último mês foram os de higiene, com 9,75% de aumento. Entre eles: o sabonete subiu 22,64% e o absorvente 16,22%. Em seguida vêm os produtos de alimentação, com alta de 1,89%. As maiores altas na alimentação foram do extrato de tomate (19,01%), da cebola (13,51%) e o café (13,05). 

Os produtos com maior queda foram: alho (-22,56%), farinha de mandioca (-10,85%), vinagre (-7,75%) e sal (7,27%). 

cestabasica, preço, altaprecos, inflacao, Divulgação/Uniso
Evolução Mensal da Cesta Básica Sorocabana (R$)Divulgação/Uniso

Para Leandro Soares, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região, "a situação continua difícil, cada vez mais as pessoas têm dificuldade de colocar comida na mesa. Nosso governo federal não faz nada para melhorar a inflação e não há qualquer perspectiva para que o brasileiro pare de sentir no bolso esse descaso", conclui.

 

Deixe seu Recado