SMetal

Imprensa

Vitória

CBA apresenta proposta de reajuste salarial após pressão do SMetal

SMetal informou aos trabalhadores da fábrica sobre o andamento das negociações e deu prazo de dois dias para que a empresa desse uma resposta; CBA apresentou a proposta de 10,42% de reajuste

Quarta-feira, 06 de Outubro de 2021 - 14:00 - Atualizado em 06/10/2021 21:36
Imprensa SMetal

@meu aniversário está chegando, carolzinha, 2021, imprensa, Foguinho/Imprensa SMetal
A CBA fabrica máquinas e equipamentos para uso industrial Foguinho/Imprensa SMetal
Nesta quarta-feira, 06, o Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal) recebeu uma resposta da Companhia Brasileira de Alumínio (CBA) sobre a data-base dos trabalhadores da fábrica.

O SMetal havia realizado, na manhã de ontem, uma conversa com os trabalhadores informando sobre a recusa da empresa em negociar o reajuste salarial e, também, deu um prazo de dois dias para que os patrões apresentassem uma proposta.

Um comunicado de greve seria protocolado e enviado à fábrica caso a empresa não respeitasse esse prazo. Após a pressão, a CBA apresentou proposta de 10,42% de reajuste salarial, repondo as perdas inflacionárias de forma integral e retroativa a 1º de setembro (data-base).

“Essa é uma afirmação da importância da atuação sindical na garantia de direitos. Na teoria, se trata de uma empresa organizada e de renome, mas, na prática, estava demorando para negociar aquilo que é justo. Com essa conquista, garantimos o reajuste de 10,42% para os metalúrgicos da fábrica”, explica Valdeci Henrique da Silva (Verdinho), vice-presidente do SMetal.

Grupo 10

Pela falta de acordo com o Grupo 10, o Sindicato está realizando negociações por empresas, como é o caso da CBA. O G10 é formado predominantemente por pequenas e micro empresas de manutenção industriais, mecânica, material bélico, entre outros e, há cinco anos, a bancada patronal não conversa com o SMetal sobre Campanha Salarial.

Denuncie

Trabalhadores de empresas que se recusam a fechar acordo da Campanha Salarial 2021 devem denunciar aos dirigentes do SMetal pelo telefone (15) 3334-5400, pelo WhatsApp (15) 99714-9534 ou pelo Portal SMetal, no campo ‘Denuncie’.

Deixe seu Recado