SMetal

Imprensa

É hora da pressão

Campanha Salarial: Patrões querem diminuir o piso

As negociações entraram essa semana em um momento decisivo. Os patrões insistem em diminuir direitos e em oferecer um reajuste salarial apenas de reposição da inflação, 3.28%. Chegou hora dos metalúrgicos se unirem e mostrarem a capacidade de luta da categoria.

Quinta-feira, 19 de Setembro de 2019 - 11:58 - Atualizado em 26/09/2019 10:47
Imprensa SMetal

assembleia, campanha, salarial, adilson, carpinha, Daniela Gaspari/Imprensa SMetal
Assembleia: O tesoureiro da FEM/CUT e diretor do SMetal, Adilson Faustino, alertou sobre as ameaças em assembleia na Apex ToolDaniela Gaspari/Imprensa SMetal
Esta é uma semana decisiva para as negociações da Campanha Salarial 2019 dos metalúrgicos. As bancadas patronais estão pressionando para que seja diminuído o piso salarial, enquanto os sindicatos atuam pela preservação de direitos e por aumento real.

A participação da categoria é importante porque definirá os próximos rumos da Campanha. O presidente da Federação Estadual dos Metalúrgicos da CUT (FEM), Luiz Carlos Dias (Luizão), garante: “não vamos rebaixar o piso”.

Para esta semana, que é decisiva, o SMetal continuará nas portas das fábricas para fazer assembleias e mobilizar os trabalhadores. “É preciso pressão da classe trabalhadora para que haja avanços”, explica o secretário de organização do SMetal, Izídio de Brito.

Ele reforça que a luta do movimento sindical é por aumento real e pela preservação das cláusulas sociais da Convenção Coletiva, que inclui a valorização do piso salarial. “Os trabalhadores têm que ter seus direitos respeitados. Se for preciso, haverá paralisações!”, pontua.

Fique atento ao andamento das negociações. Acompanhe as notícias pelo portal www.smetal.org.br/campanhasalarial2019 

O QUE ISSO AFETA SE VOCÊ JÁ ESTÁ EMPREGADO?
Se o piso salarial for rebaixado, o trabalhador ficará ainda mais vulnerável, pois pode ser demitido para outro ser admitido com o piso menor, aumentando a rotatividade.

Deixe seu Recado