SMetal

Imprensa

pela vida, emprego e renda

Campanha Salarial: FEM/CUT entrega pauta às bancadas patronais

As pautas de reivindicações da data-base 2020 foram entregues aos sindicatos patronais em reuniões virtuais, nos dias 25 e 26 de junho, seguindo norma de isolamento social em prevenção ao coronavírus

Sexta-feira, 26 de Junho de 2020 - 12:01 - Atualizado em 26/06/2020 12:26
Imprensa SMetal

leandro, soares, presidente, smetal,, Daniela Gaspari/Arquivo Imprensa SMetal
O presidente do SMetal, Leandro Soares, participou da reunião virtual para entrega das pautas de reivindicação da Campanha SalarialDaniela Gaspari/Arquivo Imprensa SMetal
Entre quarta e quinta-feira, dias 25 e 26 de junho, representantes da Federação Estadual dos Metalúrgicos da CUT (FEM/CUT-SP) e dos sindicatos filiados, como o Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal) entregaram a pauta de reivindicações da categoria para todas as bancadas patronais, exceto o Sindicel, com o qual foi preciso reagendar reunião para sexta-feira, dia 26, no período da tarde.

Assim como na assembleia geral da categoria para aprovação da pauta, que foi realizada à distância, pelo site do SMetal, as entregas do documento aos sindicatos patronais também estão sendo feitas de forma virtual, seguindo as normas do isolamento social necessário em prevenção ao coronavírus.

Neste ano, os eixos da Campanha Salarial estão focados na exigência de melhores condições de saúde e segurança e garantia de emprego. São eles: por melhores condições de saúde e segurança; por melhores condições sanitárias e de higiene; aumento salarial; pela manutenção de todos os direitos; pela nacionalização de componentes, máquinas e equipamentos. O tema é “[email protected]! Tamo junto pela vida, emprego e renda”.

Segundo o presidente do SMetal, Leandro Soares, a Campanha Salarial dos metalúrgicos tem como principal luta a manutenção dos postos de trabalho e preservação da saúde. “Mesmo que à distância, as negociações por melhores condições de trabalho para toda a categoria não podem parar”, afirma.

E completa: “Temos conhecimento da difícil situação da indústria no país hoje. Mas estamos abertos ao diálogo para que conquistemos os melhores acordos e esperamos que haja o bom senso e a responsabilidade por parte dos empresários na manutenção dos empregos e da renda dos metalúrgicos”.

Durante a entrega das pautas, a Federação e as bancadas patronais assumiram o compromisso de manter o diálogo, buscando a construção de uma Convenção Coletiva de Trabalho que atenda ambas as partes.

 

Deixe seu Recado