SMetal

Imprensa

Decisão

Campanha Salarial 2022: metalúrgicos votam pautas a partir de quarta

Categoria decide sobre as reivindicações que serão entregues pela FEM/CUT e os sindicatos filiados, entre eles o Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região, para as bancadas patronais em junho

Terça-feira, 03 de Maio de 2022 - 10:06 - Atualizado em 03/05/2022 12:03
Imprensa SMetal

5_maio , 2022, imprensa,
5_MAIO
Os metalúrgicos e metalúrgicas de Sorocaba e região votam as propostas da Campanha Salarial 2022 em assembleia híbrida nesta semana. A votação acontece online, no Portal SMetal das 8h da quarta-feira, 4, até às 17h de sexta-feira, 6. A votação presencial está marcada para a sexta-feira, 6, às 18h, na sede do Sindicato.

Veja como votar aqui.

As pautas – cheias e parciais - que serão entregues para as bancadas patronais em junho foram elaboradas pela Federação Estadual dos Metalúrgicos (FEM/CUT) e pelos 13 sindicatos filiados, entre eles o Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal).

Os trabalhadores da base do SMetal vão votar pautas cheias – econômicas e sociais – nos seguintes grupos: SINIEM; G8.II; G8.III; G2 e G10. Já as pautas parciais – apenas econômicas – abrangem as empresas que fazem parte do SINDICEL; SINDRATAR; SIFESP; G3 e SINDIFUPI.

Para saber mais como funciona a Campanha Salarial, acesse aqui.

5_maio , 2022, imprensa, Daniela Gaspari/Imprensa SMetal
“Temos um grande desafio. Cada ação nossa tem um papel importante na recuperação dos nossos direitos e da soberania brasileiraDaniela Gaspari/Imprensa SMetal

Além disso, os metalúrgicos votam ainda o tema da Campanha deste ano, que tem como proposta “Juntos pela reconstrução dos direitos, dos salários, da democracia e do país” e os seguintes eixos: reposição da inflação, aumento real, valorização dos pisos, valorização das Convenções Coletivas de Trabalho (CCT), manutenção dos direitos e reindustrialização do país. A identidade visual da Campanha Salarial também faz parte da votação.

O presidente da FEM/CUT, Erick Silva, destaca a importância da mobilização da categoria para a Campanha Salarial 2022. “Temos um grande desafio. Cada ação nossa tem um papel importante na recuperação dos nossos direitos e da soberania brasileira. As propostas de todos os Sindicatos [que compõem a FEM/CUT] foram incorporadas na nossa pauta e discutimos muito os eixos principais com a ideia de aprimorá-los. A mobilização dos trabalhadores para a Campanha Salarial faz parte do processo de luta que teremos este ano para fortalecer o projeto da classe trabalhadora”.

Cenário difícil

5_maio , 2022, imprensa, Daniela Gaspari/Imprensa SMetal
Daniela Gaspari/Imprensa SMetal
Para o presidente do SMetal, Leandro Soares, as negociações deste ano devem ser bastante difíceis. “A nossa data-base é 1º de setembro e o cenário que enfrentamos agora é tão preocupante quanto o de 2021. A inflação (INPC) acumulada desde setembro de 2021 já chega a 7,54%. Mais uma vez, devemos fechar a Campanha com a inflação acima de dois dígitos, o que torna o processo ainda mais desafiador”.

Leandro completa que o custo de vida penaliza o trabalhador metalúrgico. “Com a inflação fora de controle e nenhuma medida do governo Bolsonaro para aquecer a economia, tudo pesa no nosso bolso. Desde a gasolina ao botijão, passando pelos itens básicos de alimentação, tudo está muito caro. A Campanha Salarial é momento de lutarmos pela valorização do trabalho e buscar um reajuste que reponha nosso poder de compra”, destaca.

Quer saber mais como funciona a inflação? Clique aqui! 

Ele ainda enfatiza a importância da Campanha Salarial para os direitos dos metalúrgicos. “Nesse período também negociações as Convenções Coletivas de Trabalho que asseguram inúmeros direitos para a categoria, como estabilidade no emprego na pré-aposentadoria ou por doença ocupacional e acidente de trabalho; auxílio-creche; licenças e adicional noturno maiores que os previstos na CLT. Por isso, temos que estar unidos e mobilizados para garantir uma Campanha Salarial vitoriosa”.

 

Deixe seu Recado