SMetal

Imprensa

Sorocaba

Ato neste sábado marca a resistência contra a violência contra a mulher

Neste sábado, 8, mulheres de Sorocaba farão um ato, a partir das 8h, no Largo São Bento, com música e coreografia contra o feminicídio que, infelizmente, ceifa a vida de tantas mulheres no mundo afora

Quinta-feira, 06 de Fevereiro de 2020 - 11:17
Divulgação - Fernanda Ikedo

ato, feminista, sorocaba, coreografia, mulher,, Divulgação
As mulheres de Sorocaba e região inspiram-se na coreografia protagonizada por mulheres chilenas em protesto contra o abuso e o feminicídio para o ato deste sábadoDivulgação
“E a culpa não era minha, nem onde estava, nem o que vestia. O estuprador és tu!” O Estado opressor é o macho estuprador”. Dá para entender ou precisa de coreografia?

Tudo bem! No próximo dia 8/2, com concentração às 8h no Largo do São Bento, no centro de Sorocaba, feministas do Conselho Municipal de Direitos da Mulher, junto com diversas entidades e movimentos, farão um ato que inclui uma estética com música e coreografia, contra o feminicídio que, infelizmente, ceifa a vida de tantas mulheres no Brasil e mundo afora.

Os números apontam a falta de comprometimento do Estado contra a violência e os violadores. “Se cuida seu machista, a América Latina será toda feminista”! Esse é o grito que se multiplica em vozes de mulheres de vários países, como Chile e Brasil.

Para as organizadoras do ato, que se posicionaram em outros momentos políticos importantes como o #EleNão, as performances nas ruas impulsionam as pessoas a refletirem sobre as condições em que as mulheres são submetidas nesta sociedade ainda machista, ainda racista, ainda opressora.

O feminismo traz a abordagem do fim da violência, pelo respeito ao corpo e à voz da mulher, pela integridade física e mental e mostra como a sociedade patriarcal transforma violadores em vítimas e as vítimas reais em culpadas.

Não é a roupa, não é o lugar. O estuprador és tu! Os juízes, o Estado, o presidente, que liberam o opressor e culpabilizam a mulher estuprada. O ato marcará também o repúdio ao genocídio dos jovens negros, em Sorocaba e no país todo. É preciso dizer basta!

A coreografia será na praça Fernando Prestes, às 11h e o ato encerra-se na Boulevard Braguinha.

Saiba mais:
As mulheres de Sorocaba e região inspiram-se na coreografia protagonizada por mulheres chilenas em protesto contra o abuso e o feminicídio e que está viralizando pelo mundo todo e cantarão sua versão.

Participam do ato:
1- Conselho Municipal dos Direitos da Mulher de Sorocaba
2. Apeoesp-Sindicato dos Professores do Estado de São Paulo.
3. Coletivo Mulheres em Luta do Psol
4. Coletivo Feminista Rosa Lilás
5. Setorial de Mulheres do PT
6. Sindicato dos Trabalhadores/as do Vestuário de Sorocaba e Região
7. CEADEC - Centro de Estudos e Apoio ao Desenvolvimento, Emprego e Cidadania
8. Secretaria de Mulheres da CUT/SP
9. Promotoras Legais Populares
10. Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Sorocaba
11 - Femino da Trupé de Teatro
12.Sindicato dos Jornalistas do Estado de São Paulo - Regional Sorocaba
13. Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e região
14. Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e região

Deixe seu Recado