SMetal

Imprensa

Convocação

Atleta do São Bento FA é convocado para Copa do Mundo na Turquia

O meia Rodrigo Wallace Ramos Barbosa, conhecido como “Digo El Mago”, está na lista dos convocados para a Copa do Mundo de Futebol de Amputados que neste ano acontece em Istambul

Terça-feira, 19 de Julho de 2022 - 11:21
Imprensa SMetal

, Divulgação
Atleta da modalidade desde 2009, Digo já vestiu a camisa da seleção brasileira em, aproximadamente, 50 jogos Divulgação
O meia Rodrigo Wallace Ramos Barbosa, conhecido como “Digo El Mago”, está na lista dos convocados para a Copa do Mundo de Futebol de Amputados, que acontece entre 30 de Setembro e 9 de Outubro, em Istambul, na Turquia. A convocação aconteceu na última semana, em uma live organizada pela Associação Brasileira de Futebol de Amputados.

Atleta da modalidade desde 2009, Digo já vestiu a camisa da seleção brasileira em, aproximadamente, 50 jogos e balançou as redes doze vezes. Neste ano, ele irá para o segundo mundial da carreira e fala sobre o peso de vestir essa camisa. "É imensurável a minha alegria em estar no grupo. Para mim, será a maior satisfação de todas, levando em consideração a visibilidade e competitividade” afirma.

Em 2018, por conta de uma lesão, o meia não pôde compor o elenco que disputou a Copa. Na atual temporada, Digo não conseguiu entrar com frequência em campo, justamente pela mudança de equipe no decorrer da competição estadual. O jogador, no entanto, tem se dedicado para chegar bem fisicamente no mundial. ”A comissão técnica do São Bento está me auxiliando para evoluir físico, tático e psicológico. Farei de tudo para chegar no meu melhor e entregar a minha vida pela seleção”, diz.

A seleção, que já faturou quatro vezes o troféu de campeonato, vem de um longo período sem emplacar uma nova conquista global. Lembrando que, atualmente, é campeã sul-americana após disputa contra adversários do bloco. Segundo Digo, esse fator incentiva ainda mais os convocados para irem em busca da taça. “Com respeito, humildade e muito trabalho, quero trazer o caneco para nosso país que é muito sofrido e carente. Onde o futebol é um ponto de alegria, em meio à escassez que vivemos”, ressalta.

Deixe seu Recado