SMetal

Imprensa

Corrupção

A população rejeita Temer. E os deputados?

Caso haja quórum, deputados votam nesta quarta-feira, dia 2, se o processo de denúncia de corrupção continuará. Temer tem rejeição de 95% da população

Quarta-feira, 02 de Agosto de 2017 - 13:40
Imprensa SMetal

, Foguinho/Imprensa SMetal
Fora TemerFoguinho/Imprensa SMetal
Ocorre nesta quarta-feira, dia 2, a votação da denúncia de corrupção envolvendo Michel Temer (PMDB) na Câmara dos Deputados, em Brasília.

A denúncia contra Temer foi feita a partir da divulgação do áudio gravado pelo empresário Joesley Batista, do grupo JBS, durante conversa com o presidente, no Palácio do Jaburu, para negociar casos de corrupção. Além disso, foram gravadas imagens de seu assessor, o deputado Rocha Loures, carregando uma mala com 500 mil dólares. O montante, segundo Batista, era destinado a Temer.

Em pesquisa divulgada na última quinta-feira, 27, pelo Ibope/CNI, a gestão de Temer é reprovada por 95% da população brasileira, avaliação que é a pior desde a redemocratização do país, em 1985.

Uma pesquisa feita pelo instituto Ibope, por encomenda da ONG Avaaz, mostra que 81% dos eleitores brasileiros são a favor da abertura de um processo contra o presidente Temer no STF (Supremo Tribunal Federal).

Ainda segundo a pesquisa, para 79% dos entrevistados, “o deputado que votar contra a denúncia é cúmplice de corrupção”. O levantamento também aponta que 73% dos eleitores crê que o deputado que votar contra a abertura do processo não merece ser reeleito nas eleições de 2018.

Mobilização pela democracia

A Frente Brasil Popular fará atos nas capitais nesta quarta-feira, 2, para pressionar os deputados favoráveis à permanência de Temer no cargo. Telões deverão ser colocados para que a população, nas ruas, possa acompanhar o voto de cada um dos parlamentares.

Em São Paulo, o ato será a partir das 15h, na Avenida Paulista, em frente o escritório da Presidência da República.

Saiba mais

Pelo placar do site 342 agora, nesta segunda-feira, dia 1º, 158 deputados são contra a investigação; 146 estão indecisos e 209 são a favor. Acesse o site, veja a posição de cada deputado e pressione para que seu representante vote pela continuidade da investigação.

Deixe seu Recado