SMetal

Imprensa

Organização Sindical

7º Congresso Estadual da FEM/CUT começa na quarta-feira, dia 18

Terça-feira, 17 de Março de 2015 - Atualizado em 27/12/2016 13:48
Assessora de Comunicação e Imprensa da FEM-CUT/SP/Viviane Barbosa

,
Participarão da atividade cerca de 200 dirigentes metalúrgicos e metalúrgicas de 15 sindicatos filiados à FEM
A Federação dos Sindicatos Metalúrgicos da CUT no Estado de São Paulo (FEM-CUT/SP) realiza nesta semana, do dia 18 a 20 de março, em Campinas, o 7º Congresso Estadual, que traz como bandeira de luta: "Rumo ao Fortalecimento e à Consolidação da Organização no Local de Trabalho".

Participarão da atividade cerca de 200 dirigentes metalúrgicos e metalúrgicas de 15 sindicatos filiados à FEM, que representam 245 mil trabalhadores e trabalhadoras em todo o Estado.

O 7º Congresso é o fórum máximo da entidade que definirá um Plano de Lutas do ramo metalúrgico cutista no Estado no próximo período e elegerá a nova Direção da FEM-CUT/SP para o mandato 2015/2019.

Prioridades

Durante os três dias de Congresso, os metalúrgicos e metalúrgicas debaterão temas inerentes à categoria. No primeiro, dia 18, a situação e os desafios das mulheres metalúrgicas abrem os debates. A palestrante convidada é a presidenta do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Juvandia Moreira Leite. Na parte da tarde, os trabalhos iniciam com a apresentação do balanço do mandato da Direção 2011-2015 e o ex-ministro da Secretaria Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, fará uma análise das conjunturas nacional e internacional.

Os trabalhos do 7º Congresso da FEM continuam na quinta-feira (19) com a palestra sobre Política Industrial do diretor técnico do Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (DIEESE), Clemente Ganz, e o Secretário Geral da CUT Nacional, Sérgio Nobre, falará sobre a importância do Macrossetor da Indústria e o Secretário de Finanças da CUT Nacional, Quintino Severo, abordará a Sustentação Financeira e a Organização no Local de Trabalho.

Outro tema importante é a Democratização dos Meios de Comunicação que será abordado na sexta-feira, dia 20, pela Secretária Nacional de Comunicação da CUT, Rosane Bertotti.

Eleição da nova Direção

Pela primeira vez na história dos Congressos da FEM-CUT/SP, a eleição e a posse da nova Direção acontecerão no primeiro dia, ou seja, na quarta-feira, dia 18, após a solenidade de abertura, prevista para as 19h.

O atual presidente, o metalúrgico na Ford em Taubaté, Valmir Marques da Silva, mais conhecido no movimento como Biro Biro, se despede do mandato, que iniciou em 2007. "Conseguimos nestes dois mandatos conquistas importantes nas Campanhas Salariais tanto do ponto de vista econômico como social. Também conquistamos os sindicatos metalúrgicos de São Carlos e Mogi Guaçu para a base da CUT", relembra.

O dirigente conta que outras conquistas para a categoria metalúrgica foram a aquisição da sede própria, comprada em São Bernardo com a Confederação Nacional dos Metalúrgicos (CNM/CUT), e a construção da Colônia de Férias, em Itanhaém, inaugurada em fevereiro.

Perguntado sobre os desafios da nova Direção da FEM, Biro ressalta que "o mais importante é dar continuidade ao bom trabalho que tem sido feito pelas gestões anteriores no sentido de fortalecer a presença da FEM e dos sindicatos filiados junto às ações da CUT".

A eleição da futura Direção da FEM será definida nesta quarta-feira, dia 18.

"Não ao golpe da direita"

Biro disse que o 7º Congresso da Federação acontece em um momento importante do Brasil. "A conjuntura econômica não é muito boa. Muitos sindicatos estão enfrentamento uma agenda difícil, mas sabemos fazer o enfrentamento e construir alternativas para os trabalhadores", frisa.

O sindicalista reforça que os delegados e delegadas do 7º Congresso devem aprovar que não ocorra nenhuma tentativa de golpe no Brasil. "É importante reconhecer o resultado das eleições de outubro e não aceitar essa pauta ruim que está sendo construída pelos setores conservadores da sociedade. Essa é a tarefa que nós, metalúrgicos no Estado, que ajudamos a construir a história do País, temos que assumir", finaliza.

Sindicatos que participarão do 7º Congresso

,
Imagem

Participarão do 7º Congresso Estadual da FEM-CUT/SP dirigentes de 15 sindicatos metalúrgicos: ABC, Araraquara, Bauru, Cajamar, Itaquaquecetuba, Itu, Matão, Monte Alto, Mogi Guaçu, Pindamonhangaba, Salto, São Carlos, Sorocaba, Taubaté e Gavião Peixoto. A base territorial atinge 49 municípios, totalizando cerca de 245 mil trabalhadores no Estado.
Também participarão as oposições sindicais metalúrgicas cutistas de Sertãozinho, Santos, São José dos Campos, Marília e Limeira.

Agenda

7º Congresso Estadual da FEM-CUT/SP "Rumo ao Fortalecimento e à Consolidação da OLT"
Data: 18, 19 e 20 de março (quarta a sexta-feira)
Horário: dia todo
Local: Hotel Fazenda Solar das Andorinhas em Campinas/SP
Endereço: R. Ivan de Azevedo, 333 -Acesso pela Rodovia Campinas/Mogi Mirim, Km 121

Confira a programação

18/03 -(4ª feira)

Manhã
08h - abertura do credenciamento
09h - início hospedagem
10h - atividade mulheres
12h30 - Almoço

Tarde
14h - abertura dos Trabalhos
- Leitura, aprovação do regimento interno
- Balanço do mandato
16h - Análise de conjuntura internacional/Nacional
- análise de conjuntura estadual
18h - Eleição e Posse
19h30 - abertura solene

19/03 (5ª feira)

Manhã
9h: Exposição Política Industrial
Exposição Macrossetor
12h30: almoço
Tarde
14h - Sustentação financeira dos Sindicatos
- Debate sobre da OLT

20/03 (6ª. Feira)

Manhã
9h - debate sobre comunicação
- Plano de Lutas
- Moções
- Encerramento do Congresso

Deixe seu Recado