SMetal

Imprensa

Por direitos

1º de Maio foi de lavar a alma contra toda forma de opressão

Com público formado por pessoas de diversas idades e estilos, o evento contemplou a diversidade e as minorias políticas. O tema este ano foi 'Pelo Direito ao Emprego e à Aposentadoria Digna"

Quinta-feira, 02 de Maio de 2019 - 13:23 - Atualizado em 06/05/2019 10:13
Imprensa SMetal

francisco, el, hombre, chao, teto, primeiro, de maio, Foguinho/Imprensa SMetal
Com francisco el hombre o público foi do "chão ao teto" em show eletrizante e contestadorFoguinho/Imprensa SMetal
Com o tema “Pelo direito ao emprego e à aposentadoria digna”, mais de 15 mil pessoas compareceram ao Parque dos Espanhóis no evento de 1º de Maio dos Metalúrgicos de Sorocaba.

O ato político-cultural contemplou a diversidade e as minorias políticas nas falas, nas nove atrações musicais que se apresentaram no palco e também nos serviços disponibilizados aos trabalhadores e trabalhadoras.

Os funcionários e diretores do SMetal começaram a montagem das tendas e o preparo dos equipamentos do palco por volta das 8h para garantir que às 14h todos os serviços já estivessem abertos para a população.

Foram realizados pela equipe do programa municipal DST Aids, 226 testes rápidos de Sífilis e HIV, na tenda da Ação Social. Membros dos Conselhos do Negro, LGBT e da Mulher também participaram tirando dúvidas da população sobre direitos.

Em outra tenda o coordenador da Escolinha do São Bento/SMetal, Tiago Tremonti, conversou mais de 50 pessoas interessadas. As inscrições devem ser feitas na sede do sindicato ou no Clube de Campo.

A doação de cães e gatos também fez sucesso com dezenas de adultos e crianças que passaram pela tenda da associação Anjos e Protetores de Sorocaba.

Dezenas de voluntários coletaram assinaturas do público, pela praça, contra a Reforma da Previdência do governo Bolsonaro, que se aprovada, aumenta o abismo social no país.

Antes mesmo das 14h, diversas pessoas já perguntavam pela calculadora do Aposentêmetro da CUT/Dieese e também sobre a orientação previdenciária, que foi promovida por advogados Comissão do Direito Previdenciário da OAB.

Aliás, as três apresentações nacionais, Ana Cañas, Francisco el hombre e Detonautas, se manifestaram firmemente contra os ataques aos direitos promovidos pelo governo.

Inclusive, um dos ápices do evento foi a música “Bolso Nada”, da francisco el hombre, gravada em 2016, que aborda a escrotidão da mesquinhez e da intolerância reunidas e personificadas no atual presidente da República. A multidão emendou um coro contra o político fascista e fez ressoar gritos de lavar a alma contra toda forma de opressão.

O presidente do SMetal, Leandro Soares, ressaltou que o Dia do Trabalhador e da Trabalhadora é de cultura e também de reflexão pelo direito à qualidade de vida, aos direitos duramente conquistados e contra esse governo que só planeja retirada de direitos da classe trabalhadora.

A arte que toca corações e mentes

Após a passagem de som das três atrações artísticas nacionais, o grupo Pais& Filhos abriu a programação musical, por volta das 15h, com samba raiz e um tributo a Beth Carvalho, madrinha do samba que faleceu aos 72 anos, nesta terça-feira, dia 30.

Com o som, a praça começou a ficar mais movimentada ainda formando público próximo ao palco. Com canções autorais, subiu ao palco a cantora e compositora Flor Märia que, com sua voz potente, finalizou sua apresentação com um poema que escreveu após o resultado das eleições de 2018.

Baque Mulher com todo o poder do maracatu, da força proveniente da dança dos orixás e do feminismo, encantou trabalhadores, estudantes e toda diversidade presente no evento.

Krucatá, que assim como Baque Mulher fazem os ensaios na sede do SMetal, apresentou-se no chão, em frente ao palco, convidando a todos e todas a se movimentar ao som de músicas brasileiras.

Na sequência entrou Ananda Jacques e sua Divina Banda com um cenário ao estilo do novo clipe "Macumba no Apartamento". Com músicas autorais, a cantora e compositora revelou seu talento junto com outras cantoras que chamou para compor seu show, como Flor Märia e Paula Cavalciuk.

Entre uma atração e outra, rolou discotecagem por conta do DJ Aramar, que mandou um setlist bem amplo, do nacional ao pop internacional, passando pela E-music, rock e underground.

Contestando padrões

marielle, ana, Cañas, 1, de maio, primeiro, dia do trabalhador, trabalhadora, Foguinho/ Imprensa SMetal
Ana Cañas levou ao palco a faixa em homenagem à vereadora negra e ativista Marielle FrancoFoguinho/ Imprensa SMetal
Ainda na passagem de som, no início da tarde, a música e a performance de Ana Cañas no palco causou agitação no público com o repertório do recém-lançado disco “Todxs”- seu quinto álbum de estúdio - que aborda sensualidade com forte pegada feminista.

Quando subiu ao palco por volta das 19h30, o publicou foi contagiado pela mistura de músicas novas com algumas já consagradas, em show que estreou no evento, composto por uma guitarrista e um DJ.

Além das músicas do novo disco Ana cantou "Vaca Profana", de Gal Costa, e finalizou com a “Pra você guardei o Amor” que a consagrou como artista em território nacional, em parceria com Nando Reis.

Com todo despojamento e resistência política em suas letras, a francisco, el hombre tirou todo mundo do chão com o novo show do álbum “Rasgacabeza”. Com dois integrantes sorocabanos Juliana e Andrei, o quinteto fez a multidão explodir com “CHÃO TETO PAREDE :: pegando fogo”, que inclui coreografia e a presença do vocalista Matteo em meio a uma roda formada pelo público.

De acordo com Sebastian, bateria e vocal, foi a primeira vez que Francisco tocou em praça pública. Eles seguem em turnê para divulgação do Rasgacabeza, que contém oito faixas.

No encerramento, a banda Detonautas subiu ao palco com um repertório que misturou músicas de todos os álbuns e deu uma amostra de como será o show no Rock in Rio 2019, evento do qual estavam afastados desde 2013.

De acordo com Tico Santa Cruz, o Detonautas Roque Clube, no próximo dia 10, lança uma faixa que aborda a importância de dar atenção aos sentimentos e de estar unido, de proteger o outro contra a depressão.

Pelo Facebook do SMetal Sorocaba pode-ser assistir vídeos de partes dos shows e entrevistas com os artistas que comentam sobre suas carreiras, a situação da arte no momento atual de retrocesso e sobre novos desafios.

Confira as galerias de fotos: Atrações / Público / Serviços

Deixe seu Recado