SMetal

Imprensa

Concut

12º Congresso Nacional da CUT começa na terça-feira, dia 13

Quinta-feira, 08 de Outubro de 2015 - 10:47 - Atualizado em 27/12/2016 14:15
Imprensa SMetal

,
O 12º Concut será realizado no Palácio de Convenções do Anhembi, que fica na Avenida Olavo Fontoura, 1.209, em São Paulo
Hoje, dia 13, tem início o 12° Congresso Nacional da CUT (Concut), em São Paulo, que terá como tema "Educação, Trabalho e Democracia". O evento acontece até o dia 16 de outubro e irá definir a linha política a ser seguida pela Central nos próximos quatro anos e eleger a nova direção nacional da CUT.

A atividade deverá consagrar a reeleição de Vagner Freitas à presidência da CUT, já que o atual presidente encabeça uma chapa única e consensual. Com isso, os dirigentes decidiram divulgar os nomes que compõem a chapa antecipadamente para fortalecer os debates sobre a conjuntura político-econômica durante o Congresso.

A solenidade de abertura acontece às 20h e contará com as presenças dos ex-presidentes Luis Inácio Lula da Silva, do Brasil, e José Pepe Mujica, do Uruguai, além de representantes de movimentos sociais como MST e MTST, centrais sindicais, deputados e outras autoridades.

O Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal) será representado por nove delegados, eleitos durante assembleia no dia 17 de junho. São eles: Ademilson Terto da Silva, Alex Sandro Fogaça Camargo, Leandro Candido Soares, Joel Américo de Oliveira, Silvio Luiz Ferreira da Silva, Adilson Faustino, Priscila dos Passos Silva, Katia Silva Lucas e Kelly Carmo da Silva.

O 12º Concut será realizado no Palácio de Convenções do Anhembi, que fica na Avenida Olavo Fontoura, 1.209, em São Paulo.

Paridade

Umas das novidades do Congresso é a implementação da paridade de gênero na direção da entidade. Aprovada no 11º Concut, a medida faz da CUT a primeira central sindical do mundo a adotar essa prática. A partir deste ano, dos 44 dirigentes, 22 serão homens e 22 mulheres.

Números

A 12ª edição do Concut terá a participação de 2.435 delegados de todas as regiões do Brasil, sendo 1.015 mulheres e 1.410 homens; e 219 dirigentes sindicais de 71 outros países. Eles discutirão a conjuntura política e econômica, debaterão estratégias e propostas concretas de ações em defesa da democracia e uma política econômica popular.

Além das secretarias já existentes, a CUT criou três novas pastas: Mobilização, cujo objetivo é estreitar relações com os movimentos sociais; Cultura e Assuntos Jurídicos.

A CUT é a maior central sindical do Brasil, tem 3.820 entidades filiadas, 7.890.353 sócios e representa um total de 24.062.754 trabalhadores do campo e da cidade.

Programação

13/10
9h - Seminário Internacional;
20h - Abertura política;

14/10
9h10 - Mística de abertura e lançamento da Década Internacional Afrodescentes;
10h - Mesa de análise de conjuntura Internacional e Nacional;
14h30 - Mesa A Defesa da Democracia e dos Direitos;
16h - Mesa Balanço, Estratégia, Defesa da Democracia;

15/10
9h - Mesa Economia Brasileira: crise e política econômica alternativa elaborada pela CUT;
11h - Proposta da CUT para a crise econômica;
14h30 - A educação no Brasil;
16h - Políticas públicas (educação e políticas permanentes e políticas permanentes da CUT);

16/10
9h00 - Estatuto
10h - Inscrição de chapas, apresentações, propostas e votação em plenário;
11h - Projeto político organizativo;
14h30 - Plano de lutas, aprovação de propostas; debate e votação em plenário;
16h30 - Eleição da nova diretoria.

Deixe seu Recado