SMetal

Imprensa

MST São Paulo

Diretores do SMetal participam de ato em defesa da Reforma Agrária Popular

Izídio de Brito e Valdeci Henrique (Verdinho) estiveram no ato de encerramento do 32º Encontro Estadual do Movimento Sem Terra de São Paulo, em Campina do Monte Alegre, que ocorreu entre os dias 17 e 19 de janeiro

Sexta-feira, 20 de Janeiro de 2023 - 11:47 - Atualizado em 20/01/2023 12:22
Imprensa SMetal

mst, encontro, smetal, sindicato, sorocaba, estadual, izidio, verdinho, Divulgação deputada Professora Bebel
O 32º Encontro Estadual do Movimento Sem Terra de São Paulo aconteceu entre os dias 17 e 19 de janeiro, em Campina do Monte Alegre. Divulgação deputada Professora Bebel
O vice-presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal), Valdeci Henrique da Silva (Verdinho), e o secretário de organização da entidade, Izídio de Brito, participaram na última quinta-feira, dia 19, do encerramento do 32º Encontro Estadual do Movimento Sem Terra do Estado de São Paulo, em Campina do Monte Alegre.

A atividade ocorreu de 17 a 19 de janeiro e contou com a presença de 300 delegados do MST de todas as regiões e aliados à luta pela Reforma Agrária Popular, combate à fome e agroecologia, principais bandeiras do Movimento Sem Terra. Além de lideranças da classe trabalhadora, como o SMetal, participaram do Encontro parlamentares, movimentos de juventude, lideranças nacionais do MST e também parceiros do mundo acadêmico.

Durante o encontro, foram debatidos os principais desafios do movimento diante do novo cenário político no país e também a importância de unificar a atuação no Estado de São Paulo.  Inclusive, foi selado um compromisso entre os presentes de assumirem a Reforma Agrária como uma questão prioritária dos trabalhadores do campo e também da cidade.

Durante a mesa de encerramento "Em defesa da Reforma Agrária Social", Izídio de Brito parabenizou o Movimento pelo importante debate e reforçou parceria histórica do SMetal com o MST da região. “Queremos parabenizar todo o movimento pela atuação do Movimento em São Paulo e o compromisso da luta pela terra, produção de alimentos sem agrotóxico, na defesa do meio ambiente e o compromisso da defesa da democracia no nosso país. Contem sempre com o nosso Sindicato”, disse.

Ele lembra que o Sindicato foi uma das entidades que apoiaram a vinda dos trabalhadores rurais que ocuparam as terras da Floresta Nacional de Ipanema (Flona), em 1992. Na época, a diretoria do SMetal emprestou o caminhão de som para fortalecimento da posse da terra e cedeu a sede da entidade para realização de bazares em prol dos assentados.

Atualmente, o Movimento Sem Terra está organizado em 10 regionais no Estado de São Paulo. No país, são cerca de 450 mil famílias que conquistaram a terra por meio da luta e organização dos trabalhadores rurais, organizados em 24 estados nas cinco regiões.

Deixe seu Recado